Arquivo da tag: ymca

Na sexta-feira 13 a Trash 80′s promove noite assustadora, com monstros circulando pelo Clube Caravaggio e filmes macabros nas telas. É o aquecimento para uma das festas mais aguardadas do ano, o Halloween Trash.

Sábado (14) é dia dos trashers assumirem sua “macheza” no palco do Caravaggio com uma performance pra lá de caricata do hit “YMCA”, do Village People. Originalmente realizada em 2004, trashers históricos se reúnem para uma remontagem única. Dois outros frequentadores assíduos, Duda e Dougui, completam o line-up de DJs com sets especiais.

O “Botecão du Tréxi” tem sua segunda edição na Vila Olímpia e oferece petiscos e rodadas de cerveja no lounge, decoração especial e uma mesa de bilhar de verdade! Os DJs também entram no clima e preparam sets especiais com sertanejo e pagode dos anos 80, além dos hits clássicos da Trash.

Sex – 13/8 – Trash Toca o Terror
No Clube Caravaggio

Clima de horror com filmes nas telas e monstros espalhados pelo clube
Imprima o flyer e pague apenas R$ 15 até a 1h

Sáb – 14/8 – Macho, pero no mucho!
No Clube Caravaggio

Frequentadores machos (mas nem tanto) são os convidados
DJs convidados: Duda e Dougui
Performance YMCA com o Village Trasher

Sáb – 14/8 – Botecão du Tréxi
No Spazio

Mesa de bilhar, petiscos, rodadas de cerveja e muita testosterona
Sets especiais com sertanejo e pagode anos 80

http://www.trash80s.com.br

A Trash 80′s é conhecida pela diversidade de seu público e no mês da virilidade não podemos esquecer daqueles machos que de tão machos, adoram se transformar em outros personagens. Os Djs convidados, Dougui e Duda já foram de tudo na buaty: de candidatos másculos, a bailarinos com muito suingue e meninas recatadas em performances caricatas.

Já que o assunto é personagens, uma trupe da velha guarda, formada por frequentadores de anos e anos, sobe ao palco para recriar um dos maiores sucessos do Village People, “YMCA”

Sáb – 14/8 – Macho, pero no mucho!
Frequentadores machos (mas nem tanto) são os convidados
DJs convidados: Duda e Dougui
Performance YMCA com o Village Trasher: DJ Tonyy, Cleiton, Nino, “Ìndio”, Edu “Negão”, Medina” e “Lubo”.

Trash 80′s Centro
Quando: sábado(14), a partir de 23h.
Onde: Clube Caravaggio – Rua Álvaro de Carvalho, 40, Centro – São Paulo
Quanto: R$ 30. Com reserva ou flyer impresso do site, R$ 25 até as 3h.
Para reservas, envie e-mail para reserva@trash80s.com.br até as 16h do dia da festa (ou da véspera, no caso das festas que acontecem aos sábados e feriados oficiais). Reservas sujeitas a disponibilidade.
DJs: Eneas Neto, Nico, Omar, Peque e Tonyy
Hosts: Paula Funny & Cristiano Carvalho
Informações: (11) 3262-4881 / 3237-0908 ou contato@trash80s.com.br.
Classificação etária: 18 anos
Ar-condicionado / Acesso para portadores de necessidades especiais / Proibido fumar
Não possui estacionamento próprio
Aceita dinheiro e cartões Visa e Master (débito e crédito)

Apesar da Associação Cristã de Moços (que originalmente se chama “YMCA”, em inglês) ter decidido recentemente alterar seu nome para apenas “Y”, a banda Village People declarou que isso nada vai mudar seu clássico hit, que homenageia – de forma bastante “duvidosa” – a lendária instituição americana.

A banda garantiu que tanto a letra quanto a genial coreografia (que todo mundo sabe fazer) da música vão continuar as mesmas. Victor Willis, que faz o policial no grupo, declarou que a banda está abismada com a mudança do nome da instituição depois de mais de 160 anos de existência. “Certas coisas devem permanecer icônicas”, disse Victor numa entrevista.

A famosa coreografia de YMCA

“YMCA”, a música, foi lançada em 1978 fazendo um gigantesco sucesso no mundo todo, e tem uma letra que fala como é divertido e legal frequentar a ACM. Porém, só alguns anos depois o verdadeiro significado da letra foi descoberto: a música falava mesmo é de como o local era ótimo para gays e lésbicas arranjarem um ‘affair’ (e outras coisitas más…)

Victor Willis, que interpretou o primeiro policial do Village People, quer que a nova versão do grupo pare de usar seus trajes e cantar como ele costumava fazer antigamente. O artista abriu um processo na semana passada em San Diego alegando que as empresas continuam usando sua voz e imagem para promover a formação atual da banda.

Willis quer US$ 1 milhão de indenizações e uma ordem judicial proibindo o grupo de usar sua voz ou imagem. O cantor ajudou a compor os maiores hits do Village People, incluindo “Y.M.C.A” e “Macho man”.

Ele está processando a Sixuvus Ltd., companhia de Nova York que promove o novo Village People. Também estão na lista a William Morris Agency e a Can’t Stop Productions – que detém os direitos autorais do nome da banda.

Fonte: Ego