Arquivo da tag: TV Colosso

Quem se lembra da TV Colosso? O programa infantil apresentado por uma cachorrada divertida nas manhãs da Globo no início dos anos 90 está de volta, só que nos palcos. O grupo Cem Modos vai montar um musical inspirado no programa chamado “Canta, Colosso”, que estreia já no ano que vem e deve circular por várias capitais do país em uma turnê de 88 shows.

O musical terá boa parte da equipe que trabalhou no programa e os personagens serão os mesmos. Segundo o diretor Luiz Ferré disse à uma coluna do jornal Folha de São Paulo, até mesmo a Priscilla volta com tudo “e está uma graça!”. A Globo é parceira do projeto e, quando a gente souber de mais informações, publicamos por aqui.


Não tem mês da criança sem show da nossa “Xuxa”. Pra encerrar a programação de outubro, a nave da Rainha dos Baixinhos aterrissa na Trash e promove um concurso que elege as novas Paquitas da festa. A Trupe Trash se encarrega da produção dos candidatos.

Videografia, momentos inusitados e, claro, os hits da loira mais amada do Brasil estarão presentes.


Trash 80s
no Clube Caravaggio

29/10 – Sábado- Xuper Xou du Tréxi
Tributo à Rainha do Baixinhos
Ação “Seja Paquita da Xuxa por uma noite”
DJs: Eneas Neto e Nico

Confirme sua presença no Eventos Trash 80's no Facebook

Quando: sábados, a partir das 23h
Onde: Clube Caravaggio – Rua Álvaro de Carvalho, 40, Centro – São Paulo
Quanto: R$ 30. Com reserva ou flyer impresso do site, R$ 25 até às 3h
Com Cartão de Fidelidade Clube Caravaggio/Trash 80′s, R$ 20
Reservas pelo site www.trash80s.com.br até às 16h do dia da festa (ou da véspera, no caso das festas que acontecem aos sábados e feriados oficiais). Reservas sujeitas a disponibilidade.
DJs: Eneas Neto e Nico
Hosts: Paula Funny e Cristiano Caravalho
Informações: (11) 3262-4881 / (11) 9162-8588 ou clique aqui
Classificação etária: 18 anos
Ar-condicionado / Acesso para portadores de necessidades especiais / Proibido fumar
Não possui estacionamento próprio
Aceita dinheiro e cartões Visa e Master (débito e crédito)

Quem não se lembra da TV Colosso? O programa infantil apresentado por cachorros (quer dizer, atores fantasiados de cachorros) substituiu o Xou da Xuxa em abril de 1993 e ficou no ar até janeiro de 1997, sendo um enorme sucesso entre a molecada e fazendo seus personagens virarem ídolos infantis. Entre eles, estavam a protagonista Priscilla e o Borges, o diretor que chamava os desenhos.

O programa era dividido em blocos separados por desenhos animados clássicos da época, como os Animaniacs, As Aventuras dos Ursinhos Gummi, As Tartarugas Ninja, Cavalo de Fogo, De Volta Para o Futuro, Familia Dinossauros, Meu Querido Pônei, Smurfs e muitos outros. Quem gravou a música tema do programa foi o grupo As Paquitas, e neste vídeo vemos todas elas se apresentando no Faustão em 1994!

Na última sexta-feira (23), o Clube Caravaggio recebeu mais uma edição da festa “Pop Trash”, que destaca o melhor do universo Trash, independente da década em que o tema do dia aconteceu. Como ainda estamos neste clima pop, relembramos hoje um programa que pode ser considerado como “a última pérola trash dos anos 90”.

Mesmo com uma qualidade duvidosa e muitas pessoas odiando sua trama, o infantil “Bambuluá” fez um relativo sucesso a partir de outubro de 2000 na Rede Globo. Originalmente a atração comandada por Angélica seria uma “novela seriada” como já tinham sido “Caça Talentos” e “Flora Encantada”, que também tinham a apresentadora como protagonista.

No entanto, “Bambuluá” teve a sua duração diária esticada para que outros quadros fossem encaixados (como “Submarino Amarelo” e “Irmãos em Ação”) além de desenhos (“Digimon” e “Invasão da Terra”, por exemplo). Mas na pratica, à parte de dramaturgia da trama durava 20 minutos, o tempo normal de um capítulo de uma série. Com 315 episódios, “Bambuluá” viu seu final ir ao ar em dezembro de 2001.

A trama foi dividida em duas temporadas, onde entre elas ocorreram mudanças no elenco dos “Cavaleiros do futuro” que seriam a versão brasileira dos “Power Rangers”. A emissora carioca, aliás, seguiu a risca o formato dos super-heróis coloridos norte-americanos, com personagens de etnias diferentes formando o time dos heróis e dos vilões.

Mas apesar da trama central fraca, o programa teve momentos marcantes. Um deles foi à chegada dos bonecos do extinto programa “TV Colosso” na cidade de Bambuluá. Priscilla, Gilmar, JF, Capachão, Borges e Bullborg desciam de um disco voador canino no chafariz de pipoca da cidade. Outro momento foi à participação da eterna Dona Benta (“Sítio do Picapau Amarelo”), a atriz Zilka Salaberry, em um dos seus últimos trabalhos na televisão antes de falecer.

Priscila durante uma participação recente no "Vídeo Show" - Foto: Reprodução Orkut / Arquivo Pessoal

Hoje é o aniversário de uma das mais talentosas atrizes brasileiras, a carioca Mônica Rossi. A profissional é mais conhecida por ter feito durante quatro anos a voz da cachorra Priscila, a protagonista do programa infantil “TV Colosso”. A atração da Rede Globo voltou a ganhar destaque na mídia com o lançamento de três DVDs pela Som Livre.

Na TV Globo, Mônica também foi à voz da energia do bem de “Bambuluá”, fez as falas da Cuca na nova versão do “Sitio do Picapau Amarelo”, a voz de Nossa Senhora em “A Padroeira” e faz a dublagem de diversas personagens femininas do “Casseta e Planeta Urgente”.

Como dubladora fez muitos desenhos animados importantes e personagens marcantes como a Anastácia (protagonista do desenho homônimo), cigana Esmeralda (“O corcunda de Notredame”), Daphne (“O Pequeno Scooby-Doo”), Diana (“Caverna do Dragão”) e Callisto (“X-Men: Evolution”).

A atriz Mônica Rossi - Foto: Reprodução Orkut / Arquivo Pessoal

Mônica marcou ainda uma geração inteira de fãs de “Star Wars” como a sensual voz da Princesa Leia Organa de “Guerra nas Estrelas”. Também é sua a versão brasileira da atriz Teri Hatcher em séries como “Desesperate Housewives” e “As aventuras de Superman”, Falando em seriado, a atriz também interpreta em nosso idioma Christine (“The New Adventures of Old Christine”) e a advogada Ally McBeal.

Mas foi com duas personagens vindas das histórias em quadrinhos que Mônica realmente se aproximou novamente do público que cresceu acompanhando as aventuras da Priscila e da Cuca. É dela a voz de Lois Lane (“Liga da Justiça”, “Liga da Justiça Sem Limites” e “A Morte do Superman”) e da Harlequina em “Birds of Prey – Aves de Rapina”.

Sem dúvida uma excelente profissional que merece muitos votos de felicidades.