Arquivo da tag: Trash in Love

Taí mais uma balada absolutamente clássica dos anos 80. Lançada em 1982, o dueto entre Jennifer Warnes e Joe Cocker fez parte da trilha sonora do filme “A Força do Destino” mas quase foi cortada, pois o produtor Don Simpson não achava que ela tinha cara de hit. Mas por sorte todo mundo – incluindo o ator principal Richard Gere – conseguiu convencê-lo do contrário e deu certo: a faixa virou um enorme sucesso em vários países.

A faixa ficou no primeiro lugar da parada americana e permaneceu por lá durante três semanas. Em seguida, ganhou um prêmio Emmy como Melhor Música Original e logo depois um Oscar na mesma categoria. Cocker e Warners também receberam um prêmio Grammy por seu dueto. Quem diria, hein!

Rosana - "O Amor E O Poder"

Um dos maiores hinos dos corações apaixonados dos anos 80 é a música “O Amor E O Poder”, famosa na voz da cantora Rosana – e que muita gente acha que se chama “Como Uma Deusa”, por causa de seu refrão. Mas originalmente, trata-se de “The Power of Love” gravada e composta por Jennifer Rush em 1984 e regravada por dezenas de artistas.

Em inglês, a faixa também fez muito sucesso nas vozes das cantora Celine Dion e Laura Branigan, além da banda Air Supply. Em 1986, ela foi regravada em espanhol pela cantora dominicana Angela Carrasco, e ganhou o nome de “Si tu eres mi hombre y yo tu mujer”. No comecinho dos anos 90, a cantora holandesa Sanne regravou-a em sua língua como “Land van ons twee”. E existem também versões, em alemão, japonês, tcheco….



Spandau Ballet anuncia turnê com acomapnhamento de orquestra!

Um dos maiores clássicos românticos dos anos 80 e que vem embalando vários casais durante as décadas é a balada “True”, do grupo Spandau Ballet. Pois a banda acaba de anunciar que vai fazer uma série de shows com acompanhamento de orquestra, tocando versões novas de seus maiores hits.

Quem divulgou a notícia foi o vocalista Tony Hardley, que revelou ainda que os shows devem conter inclusive faixas obscurasm que eles não tocam há 30 anos – presentão pros fãs. Uma das pessoas responsáveis por conduzir a orquestra é Anne Dudley, que já trabalhou com grandes nomes do pop 80s como as bandas Frankie Goes To Hollywood e ABC. Um novo disco do Spandau deve surgir em seguida.

A década de 80 foi repleta de filmes românticos perfeitos para serem vistos a dois, embaixo de uma coberta. O romantismo levemente cafona da época produziu vários clássicos que fizeram sucesso não só nos cinemas, mas também nas videolocadoras. E não podemos deixar de citar também os famosos “drive-in”, que eram frequentados por casais que não tinham muita privacidade em casa.

Vamos relembrar três destes filmes? Um dos mais legais foi sem dúvida nenhuma “Amor Sem Fim” (1981), que trazia uma Brooke Shields ainda adolescente enfrentando sua primeira garnde paixão. E também “A Força de Um Destino” (1982), com Richard Gere e Debra Winger. E pra fechar a nossa seleção, mais um filme com Debra, desta vez ao lado de Shirley McLaine em “Laços de Ternura” (1983).


Além de ser a Rainha do Pop, Madonna também é a rainha absoluta das pistas já há um bom tempo. Mas ela também já gravou (e fez muito sucesso) com faixas românticas, mesmo não tendo lá uma vida pessoal muito bem sucedida nesse sentido. Mas talvez justamente por isso, Madonna sempre fez canções românticas de derreter até o mais duro dos corações!

Nos anos 80, ela trouxe a público seus dramas vividos com seu conturbado casamento com o ator Sena Penn no mega-clássico “Live To Tell”. Depois nos 90, foi a vez da nostálgica “This Used to Be My Playground”, super linda. E depois, já no novo século, não podemos deixar de lado a ótima “Masterpiece”.