Arquivo da tag: trash cafona
Noite do Cafona - 26/7

Noite do Cafona - 26/7

Ser cafona é ser pop, é não se importar com outros quando canta em alto e bom som aquela pérola que todo mundo conhece mas tem vergonha de cantar. A cantora Perla mostra como isso faz bem soltando a voz na edição 2014 da “Noite do Cafona” na Trash 80′s. Pra entrar no clima, o lounge da festa fará uma divertida ação fotográfica, com muitos acessórios pra lá de exagerados. No palco rola o concurso que elegerá o mais cafona da noite. Não dá pra perder!

26/7 – Sábado – Trash 80′s – Noite do Cafona
Show: Perla
Ação fotográfica com muitos acessórios
Concurso para eleger o mais cafona da noite
Quem for vestido no estilo brega, paga R$ 25 de entrada ou R$ 60 de consumo até 3h

Comemore o seu aniversário ou faça a sua despedida de solteiro

Comemore o seu aniversário ou faça a sua despedida de solteiro

Comemore o seu aniversário ou faça a sua despedida de solteiro nessa festa. Preencha o formulário no final da página de aniversário, que a gente te liga.

Confirme sua presença e convide seus amigos do Eventos Trash 80's no Facebook

Trash 80′s
Quando:
Sábado, 26/7, a partir das 23h
Onde: Clube Caravaggio – Rua Álvaro de Carvalho, 40, Centro – São Paulo (Próximo ao metrô Anhangabaú veja no mapa)
Quanto: R$ 35 entrada ou R$ 80 consumo sem reserva.
Com reserva ou flyer impresso do site, R$ 30 entrada ou R$ 70 consumo até às 3h.
Com Cartão de Fidelidade Clube Caravaggio/Trash 80′s, R$ 20 entrada ou R$ 50 consumo.
Lista de aniversariantes sexta: Convidados de aniversariantes pagam R$ 25 entrada ou R$ 60 consumo em comemorações às sextas até 3h.
Reservas: reservas pelo site www.trash80s.com.br. Reservas sujeitas a disponibilidade.
Hosts: Paula Funny e Cristiano Pereira
Informações: (11) 3262-4881 / (11) 99162-8588 ou clique aqui.
Classificação etária: 18 anos
Ar-condicionado / Acesso para portadores de necessidades especiais / Proibido fumar
Não possui estacionamento próprio
Aceita dinheiro e cartões Visa e Master (débito e crédito)

Essa é uma daquelas músicas que todo mundo que nasceu nos anos 70 e 80 sabe cantar pelo menos o refrão. “Feiticeira” foi gravada em 1978 pelo cantor Carlos Alexandre, como parte do disco de mesmo nome. A faixa estourou nas rádios populares e vendeu mais de 250 mil cópias, sendo regravada também em espanhol.

Outros sucessos (e clássicos bregas) gravados por Carlos foram as ótimas “A Ciganinha” e “Vá Para a Cadeia”. O cantor morreu em 30 de janeiro de 1989 em um acidente de carro e em seu enterro, que reuniu milhares de fãs, “Feiticeira” foi a música tocada na hora do sepultamento.


1) ele vem de uma família de artistas e começou a carreira cantando em programas infantis.

2) O nome Sidney Magal surgiu quando ele estava fazendo shows pela Europa antes da fama.

3) Ele é irmão do lutador de MMA Vinny Magalhães.

4) Em 1974, ele participou de uma pornochanchada chamada “O Sexo das Bonecas”.

5) Sua primeira novela na televisão foi “A História de Ana Raio e Zé Trovão” onde interpretou o personagem Ed Cigano (1990)


6) Seu primeiro grande hit foi “SeTe Agarro Com Outro Eu Te Mato”, onde estabeleceu de vez sua imagem de “amante latino”.

7) Numa entrevista, ele disse que “Artista não tem sexo. Em cima do palco, sou bi, sou transexual, sou o que o público quiser”.

8.) Ele tem 1,90m de altura.

9) Nos anos 90, ele gravou um CD de jazz e bossa nova acompanhado por uma orquestra.

10) Sua mãe era presença garantida em seus shows, e protegia o filho das meninas mais assanhadas que queriam rasgar suas roupas.


“Siga Seu Rumo” é sem dúvida nenhuma uma dos maiores clássicos da música brega dos anos 80. Regravada por diversos artistas durantes os anos, a original ficou mesmo famosa na voz da dupla argentina Pimpinela, que também cantava em português e se apresentava freqüentemente no Brasil.

A dupla formada por Joaquín e Lucía Galán surgiu em 1981, e já vendeu mais de 12 milhões de discos ao redor do mundo. “Siga Seu Rumo” (cujo nome original é “Olvídame y Pega La Vuelta”) foi lançada em 1984. Eles estão juntos até hoje, e gravaram seu disco mais recente em 2011!

Nos anos 70, especialmente no auge da disco-music, era comum produtores pegarem músicas internacionais de grande sucesso e fazerem versões em português – nem sempre as traduções eram idênticas, e por várias vezes apenas a melodia era “emprestada”. Várias divas bregas ficaram famosas fazendo isso, tais como a Gretchen, a Perla e a Bianca.

Perla era rainha no estilo e regravava desde ABBA até Boney M, como é o caso desta “Rios da Babilônia” (versão de “Rivers of Babylon”). Gretchen também fez suas versões, como essa absurda canção chamada “Fera” – versão de “Teach me Tiger”. E pra fechar, a roqueira Bianca e sua Guitarra, arrasando num cover de Olivia Newton-John no clássico “Vou Pra Casa Rever Os Meus Pais”.