Arquivo da tag: Tim Curry

Ok, nem tudo é alegria quando o assunto é palhaço. Muita gente (inclusive esse que vos escreve), MORRE de medo de palhaço. A “Coulrofobia” é mais comum do que muita gente imagina e é claro que o cinema de horror sempre fez muito bom uso disso – palhaços assustadores são personagens de filmes há mais de quatro décadas.

Um dos filmes mais “legais” deste gênero é sem dúvida nenhuma “IT – Uma Obraprima do Medo”, de 1990. Baseado numa obra do escritor Stephen King (quem mais?), o filme era estrelado por Tim Curry no papel do lendário palhaço Pennywise, que na realidade era um ser mutante que assumia várias formas e que aterrorizava uma pequena cidade americana. O filme foi um grande sucesso na época e até hoje tem gente que passa longe dele quando chega perto de uma locadora!

Nos anos oitenta dois jogos fizeram a cabeça da garotada quando foram lançados no Brasil pela Estrela. Estou falando de “Detetive” (Clue) e “Bando Imobiliário” (Monopoly). Atualmente o produtor Brian Goldner, a roteirista Pamela Pettler e o diretor Ridley Scott pretendem levar para os cinemas adaptações destes famosos jogos de tabuleiro da Hasbro.

Mas o que pouca gente lembra é que em 1985, “Detetive” já teve sua chance nos cinemas com a adaptação “Os Sete Suspeitos” (Clue). Longa-metragem reprisado insistentemente no Brasil dentro da sessão “TV Escolha“ (da Rede TV!) e lançado em DVD há alguns anos.

A capa do DVD de "Os Sete Suspeitos" no Brasil

O filme conta a história de seis pessoas que foram convidadas para jantar em uma estranha casa, depois de receberem cartas de um homem. Sem saber o motivo do convite, elas recebem um estranho presente: armas letais, o que acaba levando a assassinatos e um conhecido mistério no ar “Quem matou quem? Usando que arma? Quem ficará vivo no final?”. São sete possíveis criminosos (incluindo o mordomo), dentre eles figuras clássicas como Coronel Mostarda, Dona Violeta, Dona branca, Professor Black, Senhor Marinho e Senhorita Rosa.

A produção tem seus momentos fracos na tentativa de misturar suspense com humor, mas o elenco estrelar segura bem as pontas com Eileen Brennan, Christopher Lloyd, Madeline Kahn, Michael Mckean, Tim Curry e Lesley Ann Warren. A direção de Jonathan Lynn compensa as falhas do roteiro, que ‘força a amizade’ ao adaptar o jogo para a telona.

Na ocasião do lançamento original do longa nos cinemas, três finais diferentes foram criados para manter o suspense. Sendo assim você entrava em uma sessão, sem saber que fim aquela sala iria exibir. Tanto na transmissão pela Rede TV!, quanto no DVD lançado no Brasil pela Paramount, os três finais gravados estão disponíveis no final do filme, garantindo uma diversão a mais para o telespectador detetive.