Arquivo da tag: Sônia Braga

sonia braga

Uma das atrizes brasileiras mais famosas em todo mundo é a Sônia Braga, que por sinal também é geminiana! Nos anos 80, Sônia teve o auge de sua carreira internacional, participando de filmes cultuados e até mesmo de um episódio do lendário seriado humorístico “Bill Cosby Show” – que também era reprisado no Brasil.

O episódio foi ao ar em 1986, e Sônia interpretou a Sra Westlake, que era professora de matemática de Theo, o único filho homem da numerosa família de Cosby. Ah, vale lembrar também que, até hoje, Sônia foi a única brasileira a apresentar um prêmio numa cerimônia do Oscar, realizada exatamente naquele mesmo ano.


Mais uma excelente notícia para os noveleiros de plantão! A Globo vai lançar em DVD as novelas “Dancin’ Days” e “Que Rei Sou Eu?” nas prateleiras das lojas muito em breve. O lançamento destas produções vem tentar combater a pirataria que rola solta na Internet nos últimos anos – já existem vários sites onde é possível baixar as mais famosas novelas antigas do canal, gravadas por fãs em VHS na época em que foram ao ar.

“Dancin’ Days”, de 1976, foi um marco na TV brasileira. Escrita por Gilberto Braga e com Sonia Braga como estrela, foi a principal responsável por fazer a disco-music virar uma enorme febre no Brasil – uma vez que o personagem de Sonia, uma ex-presidiária, arrasava nas discotecas para se esquecer dos problemas. Já “Que Rei Sou Eu?” foi uma divertida comédia de 1989 que beirava o absurdo, contando a história de um país imaginário que vivia em 1786, três anos antes da Revolução Francesa. “Dancin’ Days” entra em pré-venda já no próximo mês.


Se você assistia televisão nos anos 80, com certeza deve ter assistido a pelo menos um episódio da genial série “The Cosby Show”, que passou no Brasil durante vários anos. A série mostrava o dia a dia de Bill Cosby com sua família, incluindo aí seus mais que atrapalhados filhos. Pois Bill Cosby é o aniversariante do dia, e está completando 72 anos… parabéns, Bill!!

O The Cosby Show foi uma das séries de maior sucesso daquela década, se extendendo desde 1984 até 1992, num total de 201 episódios espalhados em oito temporadas. A série trazia a atriz Lisa Bonnet como a filha mais velha de Cosby, e que causou muito em 1987 fazendo um papel extremamente sexy no filme “Coração Satânico”, ao lado de Kurt Russell. A série também contava sempre com convidados especiais, como o músico Stevie Wonder a até mesmo a atriz brasileira Sonia Braga. Bill Cosby é considerado até um dos maiores comediantes de todos os tempos.

Sonia Braga foi, além de uma das maiores atrizes do cinema nacional, também uma das atrizes brasileiras de maior sucesso no cinema e na TV norte-americanos em todos os tempos. Sonia completa hoje 60 anos! Parabéns pra ela!!!

Nos anos 80, a eterna “Gabriela, Cravo e Canela” fez bonito no cinema e, além deste, atuou em grandes películas nacionais como “O Beijo da Mulher Aranha”. Nos EUA, ela atuou em “Luar sobre Parador”, “Rebelião em Milagro”, “Rookie, um Profissional do Perigo”, além de ter feito uma participação especial em dois episódios da cultuada série de TV “The Cosby Show”, do comediante Bill Cosby.

Vale lembrar também que ela foi a estrela principal da novela “Dancin’ Days” (1978) da Rede Globo, onde era a Rainha das Discotecas e fez com que a disco-music virasse uma febre no Brasil.

Em 1985, uma co-produção Brasil/EUA tomou de assalto os cinemas nacionais. Estrelado pela atriz Sonia Braga, “O Beijo da Mulher Aranha” é um dos maiores clássicos do cinema nacional. O filme foi dirigido por Hector Babenco e tinha no elenco outras grandes estrelas como William Hurt, Raul Julia, José Lewgoy e Milton Gonçalves.

beijomulher

“O Beijo da Mulher Aranha” conta a história da dupla Valentín Arregui e Lus Molina, o primeiro um prisioneiro político de esquerda e o segundo um estuprador homossexual, que dividem juntos uma cela de prisão e se envolvem num romance cheio de obstáculos por todas as partes.

O filme fez bonito no Oscar, fazendo com que William Hurt se tornasse o primeiro a ganhar o prêmio de Melhor Ator ao interpretar um personagem abertamente gay. “O Beijo da Mulher Aranha” foi também o primeiro filme independente a ser indicado na categoria de Melhor Filme.