Arquivo da tag: Silvio Navas

“La, La, La, La, La, La… La, La, La, La, La”. Se você tem mais de vinte anos, já deve ter cantarolado esta música em algum momento da sua infância e deve ter visto um desenho com vários gnomos azuis que moravam em uma espécie de vila e as casas tinham o formato de cogumelos.

Estou falando do desenho “Os Smurfs” (Les Schtroumpfs em francês), personagens que fizeram sucesso no Brasil durante os anos 80 e 90 enquanto eram exibidos em programas como “Balão Mágico” e “Xou da Xuxa”. O desenho era transmitido junto com outros sucessos como “Comandos em Ação”, “He-Man”, “Capitão Planeta” e “Caverna do Dragão” e conquistava meninos e meninas unindo histórias doces com momentos de aventura e suspense.

Gargamel

Ou você não ficava com uma grande expectativa quando finalmente o malvado Gargamel se aproximava nos Smurfs?

Se você não conheceu, hoje em dia consegue ver vídeos no YouTube, ou encontrar episódios com colecionadores que gravaram na época. Uma oportunidade única de rever uma animação que marcou época no Brasil.

Ajudou no sucesso de “Os Sumurfs” no Brasil o fato da animação ser exibida pela Rede Globo em seus principais programas infantis, mas não foi só isto. Também colaborou o fato da série contar com uma excelente dublagem, onde se destacam os atores Orlando Drummond (o Scooby-Doo e o ALF) na pele de Gargamel e Silvio Navas (o Mumm-ra de “Tundercats”) na pele de três Smurfs: Fazendeiro, Vaidoso e Papai Smurf.

Recentemente, durante o evento Anime Summer, o dublador Silvio Navas lembrou com saudades desta época “Era muito bom dublar o desenho, sinto falta de todos, dos meus personagens, mas também da Smurfete, do Gargamel… De todos! É um tipo de desenho que não se vê mais, leve, divertido”.

O único item faltando na galeria de produtos e produções dos Smurfs é o prometido filme dos pequenos, em 3D, que agora tem previsão de lançamento somente para 2010. Até agora sabemos é que a família de Peyo (o criador dos “Smurfs”), que faleceu em 1992, planeja fazer três filmes, que atualmente estão em fase de criação de roteiro e ainda sem título.

“A única coisa que posso dizer é que passamos do processo de desenho artesanal utilizado no filme anterior, que foi inteiramente desenhado por Peyo, ao processo computadorizado”, conta Hendrik Coysman.

Ainda em comemoração, os pequenos azuis voltaram a ser garotos-propaganda da UNICEF. Em 2005, eles estrelaram um polêmico comercial de TV da organização onde muitos deles apareciam mortos, em meio a uma vila destruída, mostrando ao público infantil o terror das zonas de guerra na África.

(com a colaboração de Daniela Giovanniello)