Arquivo da tag: Rosenery Mello

Morre um mito da cultura trash nacional. Tudo aconteceu em 1989, quando uma torcedora disparou um foguetinho durante uma partida entre Chile e Brasil, e que cai bem próximo ao goleiro chileno, Roberto Rojas – que finge estar sangrando e é retirado às pressas do campo, causando um dos maiores escândalos da história do futebol, após comprovada a farça do goleiro.

Mas como se tudo isso não bastasse, a tal fogueteira era brasileira, e no melhor estilo “brasileiro de ser”, é claro que ela – que era bem bonitona – virou celebridade da noite pro dia. Rosenery, ou a “fogueteira do Maracanã” como ficou conhecida na mídia, posou nua para a Playboy e encarou alguns bons meses de estrelato. Mas também como já se era de imaginar, quando o assunto se esgotou, também a fama de Rosinery foi pro beco, e ela sumiu do mapa.

Rosenery Mello faleceu aos 45 anos no último dia 05 de junho vítima de um aneurisma cerebral. Ela foi enterrada nesta segunda-feira em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, e sua morte foi inclusive matéria de artigos na imprensa esportiva sulamericana.

Hoje o Brasil enfrenta o Chile em busca de uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo e se contarmos com o histórico de embates entre as duas equipes, nosso canarinho sai ganhando.

Até farsa chilena rolou, em 3 de setembro de 1989, quando os times se enfrentaram no Maracanã por uma vaga da Copa da Itália.

O Brasil vencia por 1 a 0, com um gol de Careca, quando aos 24 minutos do segundo tempo uma torcedora (Rosenery Mello) dispara um sinalizador, que cai bem próximo ao goleiro chileno, Roberto Rojas. Ele finge estar sangrando e é retirado às pressas do campo.

Rosenary foi presa em flagrante e levou fama de vilã até que a verdade veio à tona: Rojas se feriu com uma lâmina que guardava na luva no momento em que o fogo de artifício caiu no gramado. Ele, o técnico Orlando Avarena, o médico  e o dirigente foram banidos do futebol pela Fifa.

Com a revelação, a torcedora virou heroína e recebeu até homenagens no Chile anos mais tarde. E o que mais lhe rendeu frutos foi um convite para posar nua  na Playboy logo depois do ocorrido. Ela ganhou a capa da revista em novembro daquele ano e até hoje é lembrada como a “Fogueteira do Maracanã”.

Será que no jogo de hoje teremos algo inusitado? Bom, não importa, né? Vamos torcer é pra que o Brasil vença, mais uma vez, do Chile.

Vai, Brasil!!!

Tudo começou num jogo de futebol no Maracanã quando a carioca Rosenery Mello resolveu, de brincadeira, soltar um enorme rojão. O jogo era da Seleção Brasileira e valia uma vaga na Copa do Mundo de 1990 – ou seja, o mundo inteiro estava prestando atenção.

fogueteira

É claro que isso deu o maior rolo. O rojão foi parar no meio do campo, quase acertando o goleiro chileno Rojas – que se aproveitou da ocasião e fingiu ter sido atingido, causando a paralização da partida e muita, mas muita confusão. Apesar de tudo, Rosenery acabou saindo no lucro – e foi parar direto na capa da Playboy, ganhando muito dinheiro.

rojas

Mas depois disso, ela simplesmente sumiu do mapa e ninguém sabe muito bem onde ele foi se meter. Dizem que hoje em dia ela é dona de uma loja de fogos de artifício….

fogueteira