Arquivo da tag: omd

A gente já tinha comentado aqui antes que a seminal banda de synthpop dos anos 80 OMD está de volta com um novo trabalho né? Mas só agora a primeira música caiu na Internet e, para alívio geral da nação, é muito boa! “Metroland” foi composta e produzida pela própria banda – a dupla Andy McCluskey e Paul Humphreys, e prova que o OMD ainda tem muito a oferecer.

Segundo Andy, “a canção é inspirada nas linhas de trem de Londres no começo do século 20 e o seu slogan que dizia ‘venha viver em Metroland’. É sobre o ato de buscar algo utópico que acaba por destruí-lo”. A banda prepara agora uma turnê para celebrar seus 35 anos de vida.

Uma das bandas mais legais e importantes dos anos 80, o OMD está de volta com um novo disco. O synthpop romântico da banda influenciou dezenas de outros artistas não só naquela época mas também hoje em dia, como o caso da ótima dupla Hurts. O novo trabalho do OMD chega nas lojas no próximo dia 08 de abril.

Totalmente produzido pela dupla original Andy McCluskey e Paul Humphreys, o disco “English Electric” terá 12 faixas ainda embaladas pelos sintetizadores. O destaque fica para a faixa “Kissing The Machine”, que foi composta em parceria com Karl Bartos, ex-membro da banda fundadora da música eletrônica, os alemães do Kraftwerk. O último disco do OMD foi lançado em 2010. Vem coisa boa por aí!

“A Garota de Rosa Shocking” é famoso por sua trilha sonora repleta de faixas incríveis. “If You Leave”, do OMD, é uma destas: escrita especialmente para o filme e servindo de fundo para o personagem Duckie, a faixa é uma das mais legais criadas pela cultuada banda Orchestral Manoeuvres in the Dark , que sempre inovou com sua mistura de rock new wave, batidas eletrônicas e sintetizadores, e a voz do cantor Andy McCluskey.

A banda foi formada em 1978 por Andy e Paul Humphreys, e funcionou como um quarteto até os dias de hoje. Entre os maiores hits deles estão as faixas “Electricity”, “Messages”, “Enola Gay” e “Pandora’s Box”. “If You Leave” tem dois videoclipes: um com a banda em si, e outro feito com imagens de Duckie no filme, feito por fãs, mas que acabou ficando mais famoso que o vídeo original. Ela foi a faixa de maior sucesso deles nos Estados Unidos, chegando ao quarto posto da parada da Billboard.

O Orchestral Manoeuvres in the Dark (abreviado para OMD) foi uma das bandas de synthpop mais legais dos anos 80, e verdadeiro símbolo da cena new wave daquela década. O grupo foi formado em 1978 por Andy McCluskey e Paul Humphreys, que permaceram juntos até 1989, e depois a banda seguiu com formações diferentes. Entre os maiores hits deles estavam os clássicos “Electricity”, “Enola Gay”, “Best Years Of Our Lives”, “If You Leave” e “The Pandoras Box”.

“Enola Gay” foi lançada no ano de 1980 e chegou ao Top 10 britânico, virando um clássico nas pistas. O título faz referência aos ataques americanos a Hiroshima, no Japão, que no ano de 1945 mataram mais de cem mil habitantes. A faixa já foi regravado dezenas de vezes por outros artistas e também já fez parte da trilha sonora de diversos filmes.

Outra banda super legal dos anos 80, o “Orchestral Manoeuvres in the Dark” (mais conhecida como OMD) está de volta com um disco de músicas inéditas a ser lançado ainda este ano.

O último trabalho do grupo em estúdio foi lançado em 1996. A banda ficou famosa nos anos 80 entre o público new wave e new romantics por suas faixas dançantes cheias de glamour como “Enola Gay”, “Locomotion”, “Electricity” e “If You Leave”. Nos final dos anos 90, eles conseguiram atingir um grande sucesso nas rádios com a música “The Pandoras Box”.

“The History of Modern” chegará às lojas em setembro e já é desde já aguardadíssimo pelos fãs do grupo, que desde 2006 tem se dedicado especialmente aos shows.