Arquivo da tag: lady zu
Disco Trash - 21/7

Disco Trash - 21/7

A disco music foi um movimento de liberdade de expressão surgido em meados da década de 1970, liderado por gays, negros e latinos heterossexuais, contra a dominância do rock e a desvalorização da música pra pista. O estilo revolucionou a forma de se divertir em clubes, com sua atmosfera de dança e brilho, que a Disco Trash resgata e ainda traz um tributo à rainha das pistas: Donna Summer.

21/7 – Sábado – Disco Trash
Homenagem a Donna Summer

Confirme sua presença no Eventos Trash 80's no Facebook

Trash 80′s Centro
Quando:
Sábado, 21/7, a partir das 23h
Onde: Clube Caravaggio – Rua Álvaro de Carvalho, 40, Centro – São Paulo
Quanto: R$ 30. Com reserva ou flyer impresso do site, R$ 25 até às 3h
Com Cartão de Fidelidade Clube Caravaggio/Trash 80′s, R$ 20
Reservas: Reservas pelo site www.trash80s.com.br até às 16h do dia da festa (ou da véspera, no caso das festas que acontecem aos sábados e nos feriados oficiais). Reservas sujeitas a disponibilidade.
DJs: Eneas Neto e Nico
Hosts: Paula Funny e Allan Bless
Informações: (11) 3262-4881 / (11) 9162-8588 ou clique aqui.
Classificação etária: 18 anos
Ar-condicionado / Acesso para portadores de necessidades especiais / Proibido fumar
Não possui estacionamento próprio
Aceita dinheiro e cartões Visa e Master (débito e crédito)

Se nos Estados Unidos a “Rainha das Discotecas” dos anos 70 foi a cantora Donna Summer, no Brasil este posto foi ocupado pela diva black Lady Zu. Quem viveu aquela época (1977-1979) com certeza deve ter dançado muito ao som de clássicos como “A Noite Vai Chegar” – que vendeu mais de um milhão de cópias no país.

Lady Zu em 1978

Lady Zu começou sua carreira em 77 lançando justamente “A Noite Vai Chegar” na trilha sonora da novela “Sem Lenço, Sem Documento”. Seu primeiro álbum surgiu no momento exato em que a disco-music começava a ferver por aqui, tendo sua explosão um ano mais tarde com a novela Dancing Days. Quem a apelidou de “Donna Summer brasileira” foi o apresentador Chacrinha, graças não só à voz de Lady Zu como também ao seu visual bastante glamuroso. Outros de seus sucessos foram “Hora de União (Samba Soul)”, “Disco Dance” e “Dança Louca”.

Lady Zu hoje em dia

Com o final da década de 70 e a queda da popularidade da disco-music, o sucesso de Lady Zu também foi desaparecendo aos poucos e ela ficou durante por duas décadas sem qualquer grande destaque na mídia. A retomada aconteceu só em 2001, quando um revival da disco-music surgiu na noite de São Paulo, dando às suas divas como Gretchen e Lady Zu a chance de voltarem a se apresentar em lugares mais “cult”. Hoje em dia ela continua gravando (mais direcionada à MPB) e fazendo shows, e o site oficial dela é http://www.ladyzu.net/.


Se engana quem pensa que a disco music foi sucesso apenas no exterior. No Brasil, a onde disco chegou no final dos anos 70 como um furacão. Todo mundo só ouvia isso, e várias cantoras da época aderiram ao estilo e tentaram ser uma espécie de “Donna Summer nacional”. Entre elas, estavam Lady Zu, Miss Lene, Sarah, as Frenéticas, Brenda e várias outras.

dancing days

Confira aqui este vídeo produzido nos anos 90 para o programa Video Show que mostra um pouquinho do que era a cena discoteque nacional, super impulsionada – é claro – pelo mega sucesso da novela Dancing Days (a versão nacional do filme Os Embalos de Sábado A Noite). E quem diria que até mesmo a hoje famosa atriz Elizangela já foi cantora e reinava nas discotecas nacionas com vários e vários hits próprios??? Direto do túnel do tempo….