Arquivo da tag: eu ainda amo muito a trash

No sábado, 12/5, a noite no Clube Caravaggio retoma a programação festiva de maio com uma noite de declarações explícitas de amor à festa. E amor é o que não faltou nestes dez anos de muita caricatice.

Em 2005, os porto-riquenhos da nova geração do grupo Menudo fizeram um show na Trash 80′s Vila Olímpia e cantaram o sucesso de 1985, “Amor Primeiro”.

Em 2004, Jane e Herondy fizeram mais um show na Trash 80′s Vila Olímpia e é lógico que o maior sucesso da dupla, “Não se Vá”, fez parte da apresentação. Um grande clássico apaixonado do brega nacional, “Não Se Vá” resume bem o sentimento de separação quando temos que ir embora da Trash quando já é de manhãzinha!

Em 2008, o querido Léo Jaime subiu no palquinho do Caravaggio pra provar que era possível encontrar a “Fórmula do Amor” na pista da Trash. Alguém duvida?

As comemorações natalinas também sempre marcaram presença na programação da Trash, e o Papai Noel fez sua estreia na festa já em 2002, quando a gente não tinha completado nem um aninho de vida ainda. O público compareceu em peso e entrou no clima jingle bells, com chapéus distribuídos para os mais animados.

Os DJ convidados da noite foram Érica de Freitas e Luís Depeche, ambos DJs conhecidos desde os anos 80 na noite de São Paulo e que, por isso, manjavam tudo do som daquela década. É claro que, como se tratava de uma Trash 80′s legítima, ambos tiveram que abrir mão um pouco dos seus discos do The Cure e New Order e mergulhar de cabeça no “pior do melhor” dos hits oitentistas. Ah, e teve aniversário do Tonyy também!

Todo mundo sabe que o Halloween é uma das nossas festas preferidas, e a Trash sempre arrasa com suas produções dignas de deixar qualquer bruxa má de cabelos em pé! O Halloween da Trash já passou por diversas casas de eventos em São Paulo em edições absolutamente históricas, mas a primeirona aconteceu lá no Hotel Cambridge, ainda em 2002. E foi tão animada quanto todas as outras!

Quem esteve presente não esquece do Dj Tonyy vestido de Hulk, com o corpo inteiro pintado de verde, ou o Enéas, vestido de Helga. Na apertada (mas aconchegante) pistinha do Cambridge, os trashers da velha guarda dançaram os melhores hits da década de neon ao som do nosso Dj convidado, que foi o fotógrafo Alessandro Datcho – outro trasher de longa data. E desde aquela época os trashers já começaram a investir legal nas fantasias.

Neste sábado, o amor toma conta da Trash 80′s. O Clube Caravaggio dá início a programação do mês de maio com uma noite de declarações explícitas de amor à festa. A festa “Eu Ainda Amo Muito a Trash” vai trazer um mural para os frequentadores deixarem suas mensagens de amor à festa, que ficará exposto durante todo o resto do mês! E é claro que também haverá distribuição de brindes especiais.

E o amor sempre tomou conta também do palquinho da festa. Desde o saudoso Wando e todo o seu fogo e paixão até as performance malucas dos trashers, tudo era permitido. No ano passado, o host Cris Carvalho e o DJ Tonyy protagonizaram cenas de alta sensualidade numa performance inspirada no filme “9 e 1/2 Semanas de Amor”. Quem se lembra disso?