Arquivo da tag: dudley moore

Estrelado em 1985 pelo ator Dudley Moore, o filme “A Verdadeira História de Papai Noel” foi um daqueles clássicos que eram reprisados todos os anos por diversos canais de TV no Brasil nesta época do ano. Quando foi lançado, o filme foi um grande fracasso de crítica e de público, mas o sucesso das reprises na TV fizeram com que ele voltasse a ser um cult em 2005, ao ser lançado em DVD.

A história conta as aventuras de um artista que cria brinquedos e que descobre o reino mágico dos duendes lá no Pólo Norte e, sem muitas explicações, acaba adquirindo poderes que o transformam em Papai Noel. Dentro da fábrica encantada, ele conhece um grande empresário da indústria de brinquedos que é ganancioso e que pretende dominar o Natal. Cabe a ele agora salvar seus ajudantes do domínio deste malvado empresário e, com isso, garantir o Natal de todas as crianças do mundo.

Morreu na tarde de ontem o lendário diretor de cinema Blake Edwards, aos 88 anos. Blake foi um dos maiores nomes do cinema norte-americano em todos os tempos, e responsável por clássicos como “Bonequinha de Luxo”, “Um Convidado Bem Trapalhão” e todos os filmes da série “Pantera Cor de Rosa” ao lado do ator Peter Sellers.

Em 1979, ele dirigiu o filme “Mulher Nota 10″, que transformou a atriz Bo Derek num dos maiores símbolos sexuais dos anos 80 e também foi um dos melhores filmes estrelados pelo ator Dudley Moore. Em 1982, Blake dirigiu “Victor ou Victoria”, um musical que contava a história de uma cantora lírica que encontra um cantor gay (ambos desempregados e passando bons apuros pra conseguir dinheiro) e juntos bolam um plano onde ela se faz passar com um homem para dar um golpe – mas tudo acaba dando errado quando ela se apaixona por um gângster. Com certeza, Blake parte deste mundo deixando muita saudade!

Se estivesse vivo, o ator Dudley Moore completaria hoje 75 anos. Nascido em 19 de abril de 1935, Dudley ficou famoso como o astro de dois grandes filmes dos anos 80, “A Mulher Nota 1000″ e “Arthur, o Milionário Sedutor”.

dudley

Dudley sonhava em ser músico, e enquanto estudava piano (ele também se tornou um prestigiado pianista de jazz) Dudley resolveu fazer uns bicos como humorista para ajudar a pagar as contas. Acabou que sua veia cômica foi um sucesso tremendo e ele acabou indo para nas telas do cinema. Seu último filme foi lançado em 1998, um ano antes dele anunciar que sofria de uma doença degenerativa – vindo a falecer em 2002.