Arquivo da tag: drag queens

Escrito por ninguém menos que a diva Cyndi Lauper, o musical da Broadway “Kinky Boots” recebeu essa semana 13 indicações para o importante prêmio Tony nos EUA, incluindo Melhor Musical. A premiação acontece no dia 09 de junho, e “Kinky” é líder em número de indicações.

O musical conta a história de um humilde sapateiro que, pra fugir da falência, decide mudar seu trabalho e abre uma parceria de negócios com uma drag queen chamada Lola. Juntos, eles passam a criar incríveis para drag queens usarem em seus shows. Cyndi escreveu a trilha sonora e as letras da peça, que é inspirada num filme de 2005.

Neste sábado a Trash promove seu “Show da Diversidade”, bem na véspera da 16ª Parada LGBTT de São Paulo. Uma das drags mais divertidas do Brasil, Stefany de Bourbon, sobe ao palco para uma performance pra lá de caricata enquanto os DJs colocam todo mundo pra “bater cabelo” ao som dos maiores hinos das pistas dos anos 80 e 90. Vai ser o aquecimento mais divertido para a Parada em todos os tempos!

Durante seus dez anos de vida, a Trash já teve diversas drags lendárias se apresentando em seu palco. Seja a hilária Silvetty Montila (com suas versões divertidíssimas de clássicos do cancioneiro popular), a luxuosa Paulette Pink (uma das melhores covers da Cher em todo o mundo), ou a incrível Lemoine (uma verdadeira “Madonna brasileira”), todas elas já presentearam os trashers com muito brilho e talento.


Em 1994, Cyndi Lauper resolveu lançar uma nova versão remixada de seu maior clássico “Girls Just Wanna Have Fun”. Pra melhorar ainda mais o que já era bom, ela fez um video onde as estrelas eram um bando de divertidas drag queens americanas.

Cyndi Lauper

É óbvio que a brincadeira só podia mesmo ter dado muito certo: “Hey Now” foi um tremendo sucesso e o video ajudou ainda mais a colocar a cantora no coração de gays e lésbicas ao redor do mundo. E convenhamos… tia Cyndi sempre foi uma drag por dentro, não é mesmo?

Em 1999, na premiação dos melhores daquele ano da MTV americana, a cantora Madonna foi devidamente homenageada por um grupo de incríveis drag queens que desfilaram no palco usando figurinos que eram cópias exatas dos looks mais famosos da Rainha do Pop.

madge

O mais legal de tudo foi que todas as fases da cantora foram muito bem representadas nos looks, que iam desde o vestido de noiva de “Like a Virgin” até o figurino surreal de “Bedtime Stories”, passando por “Open Your Heart”, a versão Maria Antonietta de “Vogue” e o glamour vintage de “Evita”.

No final de tudo, quem surge é a própria diva em si, que cumprimenta as suas “filhinhas” com bastante carinho e declara: “É preciso ser muito homem para me encarnar!!” HISTÓRICO!!

Por Alessandro Fiocco para Trash 80′s
04/07/08

Toda semana elas pintam na programação da Pop Trash. Estrelas, divas e cheias de fãs, as drags ocupam há mais de duas décadas o seu espaço nas noites. Mas o “boom” mesmo se deu na década de 90, em que a passagem para as grandes mídias popularizou o termo e as transformou em celebridades. Confira abaixo as cinco mais populares. Semanalmente uma delas marca ponto na Trash 80’s.

Silvetty Montilla: Dona da noite, a despachada Silvetty se monta desde os 18 anos de idade, quando, em um Carnaval, apareceu toda feminina no “auê” que acontecia na Praça da República, ritual que já acontece há 21 anos. Conhecida pelo seu humor, lançou bordões como “E aí!”, Tô bonita?”, “Sou feminina, desceu pra mim” e “Vamos acabar com a ‘buatí’ ”. Sua agenda é lotada e faz uma média de três shows por noite, chegando até a oito apresentações em um único dia, na época da Parada.
Na Trash 80’s:

Nany People: Formada em teatro pela Escola Macunaíma, além de ter o curso de extensão universitária em interpretação pela Unicamp, Nany regularmente entra em cartaz com alguma peça – neste momento é possível vê-la em “Nany People Salvou o meu Casamento”. No entanto, a sua popularidade se deu por meio da televisão. Já teve quadros em diversos programas, a exemplo de “Comando da Madrugada”, “Flash”, “Hebe” e “A Praça é Nossa”.

Programa do Jô:

A Praça é Nossa:

Dimmy Kieer: Ao lado de Verônica e Divina Núbia, foi considerada uma das primeiras tops drag do país. Fugindo dos números cômicos e escrachados, elas se destacavam por um visual moderno e arrojado. Assim, ganharam um quadro até no “Domingão do Faustão. Nascido Dicésar, o mundo fashion sempre fez parte do seu dia-a-dia. Maquiador, trabalhou muito tempo nos bastidores até cair no palco. Já fez shows no Panamá, Espanha e Equador, sempre com muito sucesso. Hoje, mantém o carão, associado a muita cor e um visual adjetivado por ele como over.

Video Clipe:

Show:

Paulette Pink: Possivelmente você já viu a bela em algum comercial de TV. Querida pelas agências de publicidade, ela já fez dezenas deles. Formada em Artes Plásticas pela Unesp e Teatro pela USP, despontou nos palcos na metade dos anos 90. De lá pra cá passou por várias fases, dos patins ao rosa como cor da “montação”. Hoje homenageia o ídolo Cher, em apresentações fiéis e bem produzidas.

Cher:

Thalia Bombinha: Quem diria que a intrépida Thalia já foi segurança de boate? Sim, e da Nostro Mundo. Em uma festa de funcionários, ela decidiu se montar e o resto é história. O nome é uma homenagem à cantora Thalia, um de seus ídolos. Com diversas participações na TV, a fofa ganhou notoriedade ao protagonizar o vídeo “O Viabo Veste pra Dá”, vencedor do Show do Gongo de 2006.

Shows:

“O Viado Veste pra Dá”: