Arquivo da tag: Dia dos Pais

“Papa Don’t Preach” não foi a única música que Madonna escreveu tendo como uma das inspirações o seu pai. O que não é de se estranhar, afinal ela ficou órfã de mãe aos cinco anos e desde então sempre manteve um relacionamento muito próximo com seu papai – ela já até o colocou em cima do palco em um de seus shows para receber um “parabéns pra você” de todo o público!

“Oh Father” é uma balada super bonita (e meio triste até) lançada dentro do álbum “Like a Prayer”, de 1989. O videoclipe foi dirigido pro David Fincher e é um dos mais autobiográficos da cantora, mostrando-a em cena filmadas em preto e branco tentando superar e entender a morte da mãe.

Taí mais um filme bem legal para assistir no Dia dos Pais. “Dona de Casa Por Acaso” é uma comédia romântica escrita pelo saudoso John Hughes em 1983 e que tinha no elenco Michael Keaton, Terri Garr, Christopher Lloyd e vários outros. Em 2011, um remake do filme foi anunciado, mas ele até agora não saiu do papel.

O filme conta a história de um pai de família que fica desempregado de uma hora pra outra e acaba tendo que ficar em casa cuidando dos filhos enquanto sua mulher vai trabalhar. E como ele nunca havia feito isso antes, já podemos esperar que o resultado é, no mínimo, desastroso. O filme é uma daquelas comédias divertidas dos tempos áureos da Sessão da Tarde, e merece uma conferida.

As séries de tv dos anos 80 tiveram algumas figuras paternas que eram simplesmente hilárias. Afinal de contas, quem consegue se esquecer do lendário Al Bundy (da série “Married With Children), um vendedor de sapatos femininos que estava sempre reclamando da vida e só queria mesmo poder beber sua cerveja em paz – e de preferência bem longe de sua esposa?

E teve também Willie Tanner, o pacato pai de família que vê sua vida virando de ponta cabeça com a chegada inesperada do alienígena Alf?? Ou então o Steven Keaton, ex-hippie e super liberal que tem os filhos mais caretas e conservadores do mundo na série “Caras e Caretas”?

Um dos filmes mais divertidos estrelados por Steve Martin sem dúvida nenhuma foi “O Pai da Noiva”, comédia lançada em 1991 que era, na verdade, uma versão de um clássico filme de 1950 estrelado por Spencer Tracy e Elizabeth Taylor. O sucesso foi tão grande que ele acabou ganhando uma sequencia, lançada em 1995.

O filme conta a história de George Banks, um cuidadoso pai de família que tem uma vida absolutamente perfeita – até o dia em que sua filha anuncia que vai se casar. Possesso de ciúmes, George tenta de todas as formas impedir que o casamento aconteça, o que garante ao filme momentos incríveis do mais puro besteirol.

Neste sábado a gente celebra o Dia dos Pais na Trash 80s, então vamos dedicar espaço aqui no blog para alguns dos papais famosos da música pop – e também algumas canções inspiradas neles. E é claro que uma das primeira que nos vem à cabeça é “Papa Don’t Preach”, um dos maiores e mais clássicos hits da Madonna.

A faixa causou um impacto enorme na época pois tratava justamente de gravidez e aborto. O videoclipe – que todo mundo se lembra – era simplesmente o máximo, e contava com a participação do ator Danny Aielo como o pai de Madonna. Ele também simbolizou uma mudança radical no estilo de Madge, que dizia adeus ao look new wave colorido e cheio de pulseiras e crucifixos para abrir caminho para um look mais simples, com um cabelo loiro bem curtinho, jeans e camiseta (com a famosa frase “Italians Do It Better”).