Arquivo da tag: dia do orgulho nerd

Para divulgar o lançamento oficial de “LEGO Star Wars: The Yoda Chronicles”, uma nave gigante do filme – feita inteirinha de peças de LEGO – surgiu na cidade de Nova York. A ação partiu da própria empresa em junto com a Lucasfilm, e o caça X-Wing chamou atenção de todos por sua beleza e riqueza de detalhes.

Por causa de seu tamanho grande, a nave possui uma armação de ferro por dentro para garantir sua sustentação – o que não tira em nada a graça do projeto, que tem ao todo 5.335.200 pecinhas. Pra quem estiver dando uma passeada pela cidade, a X-Wing se encontra até esse sábado em exposição pública na famosa Times Square.

Outra coisa que todo nerd de hoje em dia gosta de fazer é colecionar algumas preciosidades “geek’ que fizeram sucesso nos anos 80 – e, é claro, fazer questão de que elas ainda estejam funcionando perfeitamente, mesmo que alguns ajustes sejam necessários.

Como é o caso do Atari 2600, que não funciona nas TV modernas e por isso são necessários alguns pequenos ajustes, fazendo uma pequena “gambiarra” para conectá-lo ao aparelho.

Mas um que não precisa de nenhum ajuste e é super querido dos nerds é o lendário brinquedo Genius – que apesar de ter sido re-lançado recentemente, o mais legal mesmo é ter o original, que funciona a base de muitas pilhas.

E o Robô Ar-tur com certeza seria objeto de culto do personagem Sheldon, da série de TV “Big Bang Theory”. Quem quiser ir mais fundo ainda na “nerdice”, pode até correr atrás do irmão mais velho de Ar-Tur, o Percival – lançado nos anos 70 e que tinha um Genius grudado na cabeça!

Se tem uma banda que merece o título de “maiores geeks dos anos 80″, essa banda é o DEVO. Com visual futurista e divertido, o DEVO tinha uma filosofia própria: a de propor uma “de-volução” (ou invés de “revolução”) da espécie humana. Com seus icônicos chapéus vermelhos (os “energy dome”), eles decididamente deixaram sua marca na história da música pop.

Formada em 1972, a banda fez parte do efervescente cenário do punk rock e new wave do final dos anos 70 nos Estados Unidos, e emplacaram grandes hits como “Peek-a-Boo!”, “Whip It”, “Time Out For Fun”, “Satisfaction” (cover dos Rolling Stones), e vários outros. Eles estão na ativa até hoje, e possuem um dos fã-clubes mais fiéis de todas as bandas dos anos 80. Seu último disco, “Something for Everybody” (2010) foi elogiadíssimo pela crítica.

1) “O Guia do Mochileiro das Galáxias” está presente em todos os típos de mídia – foi escrito originalmente para o rádio, depois virou livro, filmes, quadrinhos, série de TV, além de ser lançado em LP e CD.

2) Douglas Adams escreveu o livro de forma contínua e sem idéia de como seria o final. A história foi se desenvolvendo conforme foi escrita.

3) O autor detestou o planetinha verde e risonho que aparece na capa de várias edições americanas do livro e pediu que o mesmo fosse retirado – apesar de ele ser um grande sucesso entre os fãs.

4) Douglas também fez mudanças na história cada vez que ela foi adaptada para um veículo diferente, incluindo novas cenas ou removendo algumas outras.

5) O sucesso de “O Guia do Mochileiro das Galáxias” foi tão inesperado que, nas fotos do lançamento do primeiro livro, Adams aparece com cara de chocado em vários momentos – pois não esperava a grande quantidade de fãs que queriam seu autógrafo.

6) O Dia da Toalha é comemorado em sua homenagem por causa de uma passagem do livro que diz que “a toalha é um dos objetos mais úteis para um mochileiro interestelar.”

7) O número 42 é especial e tem vários significados na história.

8) O primeiro “Dia da Toalha” aconteceu em 25 de maio de 2001.

9) “O Guia do Mochileiro das Galáxias” foi traduzido para mais de 30 línguas diferentes.

10) Muitas vezes, devido ao seu nome comprido e difícil de escrever em inglês (“The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy”), os fãs utilizam a sigla “H2G2″ para falar sobre ele.