Arquivo da tag: dee d. jackson

Depois do enorme sucesso no final dos anos 70 e início dos anos 80, a cantora Dee D. Jackson acabou passando um bom tempo longe dos holofotes, se dedicando mais ao seu trabalho como produtora em estúdios, gravando hits para outros grupos – coisa que faz até hoje. Mas de vez em quando ele brinda os suadosistas daquela época de “Automatic Lover” e “Meteor Man” e aparece em programas de TV, como esse italiano gravado no ano de 2007. E não é que ela ainda continua bonitona?

Nesta sexta-feira a dupla Alisson Gothz e DJ Tonyy ocupam o palquinho do Clube Caravaggio e fazem um repeteco de uma das performances mais legais que aconteceram na Trash 80′s em seu primeiro aninho, justamente ao som de “Automatic Lover”. na primeira versão, o Tonyy estava semi-nu e com o corpo inteiro pintado de prateado. Será que ele vai repetir a façanha desta vez???

Com o mega-sucesso da música “Automatic Lover” no Brasil, é claro que ia ser só uma questão de tempo para aparecerem as primeiras “homenagens” nacionais. E como trazer a cantora Dee D. Jackson para fazer shows aqui era meio caro, também não demorou muito pro “jeitinho brasileiro” entrar em jogo e alguém lançar a “Dee D. Jackson brasileira!”. A cantora era incorporada pela bela bailarina e atriz Regina Shakti, que em suas performances em programas de sucesso como “O Cassino do Chacrinha” e “A Discoteca do Carlos Imperial” fazia uso até mesmo de um robô parecido com o do vídeo original!!!!!

Além de “Automatic Lover”, Regina também interpretava outro grande sucesso de Dee D. Jackson, a música “Meteor Man”. Algum tempo depois, ela se lançou como cantora (de verdade), gravando o compacto “Isvara Hare”, e alguns anos mais tarde resolveu se dedicar integralmente à espiritualidade e à yoga, e é até hoje uma das maiores especialistas no assunto no Brasil.

Nesta sexta-feira o palquinho da Trash vai ter um repeteco de uma das performances mais legais que aconteceram nos primeiros anos da festa, reunindo o DJ Tonyy e Alisson Gothz ao som do clássico da disco music “Automatic Lover”. A música, de 1978, foi um enorme sucesso na época – muito disso graças à figura exótica da cantora inglesa Dee D. Jackson, que abusava das roupas extremamente sexy e cheia de inspirações futuristas.

“Automatic Lover” fez parte do disco “Cosmic Curves”, que funcionava como uma espécie de historinha, onde Dee D. Jackson era uma heroína que ia em busca de amor num mundo distante. Ao vivo, Dee D. sempre interpretava a faixa acompanhada de um robô prateado, o que obviamente acabou virando um videoclipe que é até hoje cultuado pelos fãs de cultura pop.

Depois de “Cosmic Curves”, ela lançou outro disco na mesma linha que também vendeu bem, mas que já não tinha tanto apelo da ficção-científica. Com a chegada dos anos 80 – e o final da febre da disco music – Dee D. acabou perdendo espaço e meio que sumiu do mapa, mesmo tendo gravado outros discos até 1986. No final dos anos 90, ela começou a fazer participações especiais em programas de TV sobre os anos 70 e também a produzir faixas para outros artistas – além de fazer algumas participações como vocalista em projetos de dance music. Quem quiser saber mais sobre ela, pode visitar seu site oficial http://www.thefantastic.net/