Arquivo da tag: dancing days

dancin days

Uma das novelas mais lendárias de todos os tempos no Brasil está de volta ao ar no Canal Viva. Desde o último dia 07 de abril o canal vem exibindo a clássica “Dancin’ Days”, que fez a moda das discotecas e da disco-music explodir no Brasil no ano de 1978. A abertura da novela tinha como tema o hino da ferveção cantado pelas Frenéticas.

“Dancin’ Days” é exibida na faixa da meia-noite sempre de segunda à sabado. Estrelada por Sonia Braga e grande elenco, a novela revelou também a atriz Gloria Pires, que estava com apenas 15 anos de idade. Claudia Ohana fez figuração, e as grandes Joanna Fomm e Beatriz Segal também ganharam destaque pela “malvadez” de seus personagens.


O grupo As Frenéticas, símbolo máximo da disco-music nacional do final dos anos 70 e início dos 80, está de volta e vai fazer um show especial dentro do evento Grande Baile Gay, que faz parte do projeto Bailes do Rio. O show acontece na terça-feira de Carnaval, lá no Jockey Club, na Gávea. A noite tem ainda o bloco Embaixada das Caricatas, Banda da Carmem, e a Orquestra Fina-Flor.

As Frenéticas surgiram em 1976 dentro da discoteca Frenetic Dancing Days – elas eram todas garçonetes do local, mas também eram atrizes e dançarinas que faziam divertidas performances no meio da noite entre as mesas. O primeiro sucesso foi a música “A Felicidade Bate a Sua Porta” e o primeiro disco, chamado “Frenéticas”, vendeu 150 mil cópias rapidamente e recebeu um Disco de Ouro. O super clássico “Dancin’ Days” chegou no ano de 1978.

Se nos Estados Unidos a “Rainha das Discotecas” dos anos 70 foi a cantora Donna Summer, no Brasil este posto foi ocupado pela diva black Lady Zu. Quem viveu aquela época (1977-1979) com certeza deve ter dançado muito ao som de clássicos como “A Noite Vai Chegar” – que vendeu mais de um milhão de cópias no país.

Lady Zu em 1978

Lady Zu começou sua carreira em 77 lançando justamente “A Noite Vai Chegar” na trilha sonora da novela “Sem Lenço, Sem Documento”. Seu primeiro álbum surgiu no momento exato em que a disco-music começava a ferver por aqui, tendo sua explosão um ano mais tarde com a novela Dancing Days. Quem a apelidou de “Donna Summer brasileira” foi o apresentador Chacrinha, graças não só à voz de Lady Zu como também ao seu visual bastante glamuroso. Outros de seus sucessos foram “Hora de União (Samba Soul)”, “Disco Dance” e “Dança Louca”.

Lady Zu hoje em dia

Com o final da década de 70 e a queda da popularidade da disco-music, o sucesso de Lady Zu também foi desaparecendo aos poucos e ela ficou durante por duas décadas sem qualquer grande destaque na mídia. A retomada aconteceu só em 2001, quando um revival da disco-music surgiu na noite de São Paulo, dando às suas divas como Gretchen e Lady Zu a chance de voltarem a se apresentar em lugares mais “cult”. Hoje em dia ela continua gravando (mais direcionada à MPB) e fazendo shows, e o site oficial dela é http://www.ladyzu.net/.


Outra atriz que é sinônimo de novelas no Brasil, Elizângela completa hoje 55 anos… parabéns!! Mas o que muita gente mais jovem talvez não saiba, é que a fofa já foi cantora e vendeu um milhão de discos bem no auge da febre discotheque dos anos 70!!

elizangela

Tudo aconteceu quando Elizângela lançou o compacto “Pertinho de Você” em 1978. Influenciado fortemente pela disco music americana de artistas como Tina Charles, “Pertinho de Você” rapidamente se tornou o compacto mais vendido da história da música brasileira, com mais de um milhão de cópias e permaneceu 52 semanas em primeiro lugar. Um clássico que é até hoje tocado na pista da Trash!

Se engana quem pensa que a disco music foi sucesso apenas no exterior. No Brasil, a onde disco chegou no final dos anos 70 como um furacão. Todo mundo só ouvia isso, e várias cantoras da época aderiram ao estilo e tentaram ser uma espécie de “Donna Summer nacional”. Entre elas, estavam Lady Zu, Miss Lene, Sarah, as Frenéticas, Brenda e várias outras.

dancing days

Confira aqui este vídeo produzido nos anos 90 para o programa Video Show que mostra um pouquinho do que era a cena discoteque nacional, super impulsionada – é claro – pelo mega sucesso da novela Dancing Days (a versão nacional do filme Os Embalos de Sábado A Noite). E quem diria que até mesmo a hoje famosa atriz Elizangela já foi cantora e reinava nas discotecas nacionas com vários e vários hits próprios??? Direto do túnel do tempo….