Arquivo da tag: Cicciolina

cicciolina

Um dos ícones máximos dos anos 80, a atriz pornô Cicciolina já aprontou de tudo dentro e fora de sua carreira, inclusive tentando se lançar como cantora. Seu primeiro disco foi lançado em 1979, mas o grande hit mesmo só aconteceu em 1987, quando ela lançou a música “Musculo Rosso” – uma singela homenagem ao membro sexual masculino.

Ilona Staler (seu verdadeiro nome) nasceu na Hungria em 1951 e, apesar de só ter feito quinze filmes pornográficos, entrou para a história como uma das atrizes mais famosas do gênero em todos os tempos. Ela já tentou ser deputada na Itália, já atuou em um novela brasileira (“Xica da Silva”) e foi casada com o celebrado artista plástico Jeff Koons.


Por Roberta Ribeiro para Trash 80´s

Se na década de 80, o cinema obteve um crescimento muito bom, para os filmes pornográficos o período pode ser considerado como sua “Época de Ouro”. Isso em termos de cinema americano, obviamente.

Feitos em película (o videocassete ainda não chegara à maioria dos consumidores), com preocupação com cenários, roteiros e personagens, nem sempre a pornografia era o principal destaque das produções. Mas o que se via eram obras totalmente trash, com histórias muito pouco prováveis e onde a canastrice nas “atuações” predominavam.

É interessante notar que o culto ao silicone e às academias ainda não existia, o que fazia com que se valorizasse ainda mais as já citadas “atuações” dos atores e atrizes pornô de então.

Outra distinção importante e que muitos desconhecem, é a que há entre pornografia e erotismo. Este se caracteriza por insinuações de sexo, quer dizer, nada de mostrar nada que core o espectador. É muito usado em cenas de novela, por exemplo. Quem assiste sabe o que vai acontecer ou o que aconteceu, mas não vê. Já a pornografia é explícita: mostra detalhes do ato, doa a quem doer.

E nela, uma mulher se destaca: Ilona Staller. Não sabe quem é? E Cicciolina? Sim, a ítalo-húngara, nascida em 1954, ganhou destaque na “Golden Age” do pornô por não temer represálias. Ao contrário, se expôs e se deu bem. Ainda no começo dos 80’s, surgiu como a voz de um programa da Rádio Luna, na Itália, chamado “Voulez Vous Coucher Avec Moi?” (algo como “Quer ir para a cama comigo?”) e adotou o apelido que se tornou popular.

Em 1987, com uma carreira de atriz pornográfica consolidada, lançou-se candidata a deputada para o Parlamento do país que a acolheu. Tendo como maior plataforma mostrar os seios, foi eleita. E continuou, simultaneamente, a carreira no cinema. Ainda hoje, tenta se eleger novamente (concorre à prefeitura de Monza) e mantém a pimenta com declarações do tipo “Eu faria sexo com Saddam Hussein pela paz mundial”. Filmes principais na carreira da musa? “Passionate Love” e “World Cup” (em que o personagem principal é um fictício Maradona).

Porque, se para ser mulher, já é preciso muita atitude, para ser mulher e atriz de filme pornô e política nas horas vagas, é necessário mais coragem ainda!