Arquivo da tag: cantora perla

A aniversariante mais que especial do dia é a cantora Perla, que completa 59 anos. Uma das divas masi queridas dos trashers, Perla já esteve presente na festa algumas vezes, inclusive atacando de DJ! Pouca gente sabe, mas seu nome verdadeiro é Ermelinda Pedroso Rodríguez D’Almeida, e ela nasceu na cidade de Caacupé, no Paraguai.

E com relação à sua carreira musical, realmente não precisamos fazer muita introdução: desde os anos 70, ela fez muito sucesso com músicas de vários estilos, com destaque especial às versões em português que ela fazia de clássicos de artistas como ABBA, Culture Club e vários outros. Neste vídeo, temos Perla cantando “Pequenina” (um de seus maiores sucessos e versão de “Chiquitita”, do ABBA) na estreia do Programa Carlos Imperial na TVS.

Por Roberta Ribeiro para Trash 80’s

Perla em espanhol significa pérola. E fica fácil fazer uma analogia da cantora de mesmo nome com a pequena preciosidade. Afinal, saiu da pequena cidade paraguaia de Caacupé como mais um grão de areia num mar de aspirantes a cantores, a bela conseguiu nacarar sua voz e torná-la uma das mais conhecidas em seu próprio país e no país vizinho também, o Brasil.

Nascida Ermelinda Pedroso Rodriguez, Perla chegou aos 55 anos com a beleza que impressionou a todos na década de 80, quando lançou seus maiores sucessos. Começou sua carreira cantando em família, com o pai e os irmãos no grupo Las Maravillas del Paraguay. Com 20 anos, decidiu seguir carreira solo e mudou-se para o Brasil.

Nem tudo foram flores no princípio. Apesar de conseguir gravar seu primeiro LP ainda em 1972, o fato é que ela não emplacou. Cantava em espanhol, músicas típicas como “Malagueña” e “Granada”, além de fazer versões para canções nacionais como “Hoje”, de Taiguara, que virou “Hoy”. Ao assinar com a RCA Victor, resolveu tentar cantar em português. Gravou versões para músicas do Abba e explodiu em todas as rádios do Brasil. Seus maiores sucessos foram “Pequenina” e “Fernando”, que não saem da memória de quem viveu a década de 80 e da boca dos trashers.

Aliás, a festa já vai para a segunda apresentação com a musa. A primeira foi em junho de 2004, na festa Trash Made in Paraguai e ela fez o público delirar, não só pela voz e pelas músicas, mas com muita simpatia e beleza. Elementos que fazem da morena atração muito esperada e querida por todos da Trash.