Irene Cara

Na década de 80, a cantora e atriz Irene Cara gravou duas canções que se tornaram verdadeiros hinos daquela época: as músicas tema dos filmes “Fame” e “Flashdance”, respectivamente em 1980 e 1984. Depois de ganhar vários dos prêmios mais cobiçados do mundo e vender milhões de discos, Irene acabou, com o tempo, desaparecendo da grande mídia.

Em 1981, ela ganhou sua própria série de TV, que apesar das boas críticas acabou não indo pra frente. Durante as décadas seguintes, ela atuou em diversos filmes e seriados, e continuou gravando, porém sem o mesmo sucesso de antes. Atualmente, ela trabalha junto com sua banda, a Hot Caramel, e seu último disco foi gravado em 2011.

)

Mundo da lua

Com as novas reprises do seriado “Mundo da Lua” na TV Cultura, muita gente deve estar se perguntando por onde andará o elenco deste que foi um dos programas mais populares do canal em todos os tempos.

Bom, muita coisa aconteceu desde que o último episódio foi ao ar em 1992. Os atores Luciano Amaral (o Lucas Silva e Silva) e Antonio Fagundes (pai de Lucas) continuam firmes e fortes na carreira – Luciano está na série “Vida de Estagiário” do canal Warner enquanto Antonio, bem, continua um dos mais requisitados das novelas da Globo.


Já as atrizes Mayana Blum (Juliana, irmã de Lucas) e Anna d’Lira (a empregada Rosa) abandonaram a carreira logo após o final de série. Mayana é atualmente enfermeira e Anna professora de línguas no exterior.

Já a mãe de Lucas, a atriz Mira Haar, seguiu forte no teatro e também fez algumas participações na TV. E infelizmente o grande ator Gianfrancesco Guarnieri, o simpático avô de Lucas, nos deixou em 2006.


“Punky, A Levada da Breca” foi uma das mais divertidas e inesquecíveis séries de TV dos anos 80. A história de menina ultra-sapeca que infernizava a vida de seu pai adotivo (ela foi abandonada por sua mãe em um supermercado) juntamente com seus amigos estreou em 16 de setembro de 1984 e ficou no ar até 7 de setembro de 1986, fazendo muito sucesso também no Brasil. O personagem foi vivido pela atriz Soleil Moon Frye, que hoje em dia é um mulherão!

Super bonitona, Soleil já fez várias participações em filmes e séries de TV, incluindo um episódio especial da série “Friends”. Ela continua atuando e inclusive fazendo a voz de vários personagens de desenhos animados, é mãe de duas crianças e possui uma boutique para crianças com foco na preservação do meio ambiente na cidade de Los Angeles. Em 2011, ela lançou seu primeiro livro, contando sobre sua carreira e a vida familiar.

A atriz Lynda Carter entrou para a história da cultura pop mundial ao se tornar a verdadeira Mulher Maravilha para a lendária série de TV dos anos 70. Convenhamos – a imagem de Lynda incorporando o personagem acabou ficando muito mais famosa do que a própria Mulher Maravilha dos quadrinhos.

Lynda começou sua carreira como modelo e obteve fama ao ganhar o título de Miss Mundo EUA em 1972. Como candidata dos Estados Unidos ao Miss Mundo internacional, ela chegou às semifinais. Lynda então passou a fazer pequenos papéis em séries e filmes de baixo orçamento até ser escolhida para ser a heroína dos quadrinhos no ano de 1976. O sucesso foi tão grande que a atriz teve muitos problemas para conseguir outros papéis de destaque depois que a série terminou – afinal de contas, todo mundo até hoje a reconhece como o personagem.

Hoje em dia, Lynda ainda está na ativa e segue com sua carreira de cantora – que ela iniciou quando ainda estava fazendo a série. Ela gravou um disco recentemente e está em uma longa turnê pelos EUA. No alto dos seus 62 anos, ela continua bonitona!

No ano de 1991, uma polêmica tomou de assalto o mundo pop: uma música, que falava abertamente sobre masturbação, estava tocando em quase todos os lugares. Era o mega-hit “I Touch Myself”, da banda australiana Divinyls, que grudou na cabeça de todo mundo durante boa parte daquele ano – e até hoje muita gente ainda sabe cantar o refrão.

Basicamente uma dupla que trabalhava com vários outros músicos de apoio, o Divinyls era formado pelo guitarrista Mark McEntee e pela voluptuosa cantora Christina Amphlet, que sempre se apresentava usando sugestivos uniformes escolares, com saias curtíssimas e meias-arrastão. “I Touch Myself” foi o único sucesso internacional do grupo, mas eles tiveram uma boa carreira na Australia lançando vários outros hits.

Entre 1983 e 1996 eles lançaram cinco discos e depois deram um tempo na carreira, para se reencontrarem apenas em 2006. Até 2009, eles fizeram vários shows pelo mundo todo e prepararam novo material, que nunca acabou saindo. No final daquele ano, Christina anunciou o fim da banda.

Trash na rede Connect Connect Connect Connect Connect Connect Connect Connect Connect
publicidade