A década de 80 teve diversos videoclipes que eram praticamente obras de arte. Super inovadores, eles são lembrados até hoje e continuam a inspirar vários diretores modernos. Um deles, é claro, é “Take on Me” do A-ha, que misturava desenho animado e filmagens criando um efeito que continua a impressionar.

E teve também “Money For Nothing”, do Dire Straits, um dos primeiros videoclipes feitos inteirinhos em computação gráfica – o que na época era o auge da modernidade. E pra fechar nossa seleção, ficamos com o clássico “Sledgehammer”, do Peter Gabriel, que foi parar até mesmo em museus de arte ao redor do mundo!


Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente