Bruna Lombardi foi um dos maiores sex simbols do Brasil nos anos 80 – não é a toa que a edição da revista Playboy da qual ela foi capa (1991) permanece até hoje como uma das mais vendidas de todos os tempos. Leonina como ela só, Bruna começou sua carreira de modelo em 1967, e em 1977 estrelou sua primeira novela: “Sem Lenço, Sem Documento”.

Em 1985, Bruna deu uma grande reviravolta em sua carreira e, cansada do rótulo de “mulher bonita”, atuou como o personagem masculino Reinaldo Diadorim na minissérie “Grande Sertão: Veredas”, da Globo. Em 1986 protagonizou a minissérie “Memórias de um Gigolô” e a telenovela “Roda de Fogo”. Ela também é famosa por seu casamento de longa data com o super-galã dos anos 80 Carlos Alberto RIcelli, e também já escreveu diversos livros.


Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente