1) “O Guia do Mochileiro das Galáxias” está presente em todos os típos de mídia – foi escrito originalmente para o rádio, depois virou livro, filmes, quadrinhos, série de TV, além de ser lançado em LP e CD.

2) Douglas Adams escreveu o livro de forma contínua e sem idéia de como seria o final. A história foi se desenvolvendo conforme foi escrita.

3) O autor detestou o planetinha verde e risonho que aparece na capa de várias edições americanas do livro e pediu que o mesmo fosse retirado – apesar de ele ser um grande sucesso entre os fãs.

4) Douglas também fez mudanças na história cada vez que ela foi adaptada para um veículo diferente, incluindo novas cenas ou removendo algumas outras.

5) O sucesso de “O Guia do Mochileiro das Galáxias” foi tão inesperado que, nas fotos do lançamento do primeiro livro, Adams aparece com cara de chocado em vários momentos – pois não esperava a grande quantidade de fãs que queriam seu autógrafo.

6) O Dia da Toalha é comemorado em sua homenagem por causa de uma passagem do livro que diz que “a toalha é um dos objetos mais úteis para um mochileiro interestelar.”

7) O número 42 é especial e tem vários significados na história.

8) O primeiro “Dia da Toalha” aconteceu em 25 de maio de 2001.

9) “O Guia do Mochileiro das Galáxias” foi traduzido para mais de 30 línguas diferentes.

10) Muitas vezes, devido ao seu nome comprido e difícil de escrever em inglês (“The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy”), os fãs utilizam a sigla “H2G2″ para falar sobre ele.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente