Antes de Monique Evans, Luiza Brunet e Xuxa, existia Rose di Primo, uma das maiores musas do verão brasileiro em todos os tempos e modelo de enorme sucesso em todo o país. Rose foi um dos rostos (e corpos) mais desejados do final da década de 70 e início dos 80, sendo a modelo mais bem paga da época, e revolucionou a moda mundial quando, certo dia, resolveu adaptar um biquini que usava na praia e sem querer acabou inventando a “tanga”. Rose foi recordista de capas de revistas masculinas no Brasil, e sempre estampava a Manchete, Ele & Ela, Status e Playboy com biquinis incríveis.

O sucesso de Rose fez com que ela aparecesse também em diversos filmes e programas de TV. Depois de fazer fama e fortuna, Rose se cansou de tudo e se voltou para a igreja. Hoje, dizem por aí que ela vive na Espanha com o marido evangélico e tem uma vida quase anônima como decoradora de interiores. Mas o importante é que a imagem dela será para sempre eterna dentro do mundo da cultura pop nacional.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
12 comentários
  1. essa realmente causou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    dialog
  2. Olha, eu sou mulher, e morro de inveja da minha xará. Tenho 59 anos e na nossa época não tinha malhação, dietas, lipos, etc…. A garota se fosse bonita, era e ponto final. Meu marido tem um poster dela (o famoso na moto). Bom que é diesel já nasce feito…

    dialog

Comente