Assim como o Chacrinha, Edson Cury (o “Bolinha”) também tinha suas dançarinas e ajudantes de palco – obviamente chamadas de “Boletes”. E, apesar de não terem se tornado tão famosas quanto as Chacretes, as Boletes também fazia muito sucesso entre o público masculino e marcaram uma época. Mas uma delas chamava a atenção por um detalhe bastante peculiar: ela era a Zulu, a dançarina brava, que nunca sorria e estava sempre de cara amarrada!!!

Diz a lenda que Zulu só era brava daquele jeito para disfarçar a sua timidez. Mas ela foi a dançarina que ficou por mais tempo no elenco do programa, permanecendo do primeiro até o último. Zulu (cujo nome verdadeiro é Cleusa) era sempre perseguida e atormentada por Bolinha no palco, e muitas vezes tinha que fugir dos “ataques” de músicos mais saidinhos como Genival Lacerda e Sergio Mallandro. Mas ela nunca dava o braço a torcer, e estava sempre de cara fechada e pronta pra briga!!

Com o final do programa, Zulu passou um bom tempo fazendo excursões por diversas cidades do país levando seu personagem e aparecendo em programas de TV pra relembrar o apresentador, mas logo abandonou os palcos e hoje se dedica à família. Ela ainda guarda com carinho várias lembranças e tesouros do show, como por exemplo a lendária camisa listrada que Bolinha usou em seu último trabalho na TV.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
7 comentários
  1. Corrigindo: Zulu não permaneceu até o último programa. Ela saiu em 1993 e o programa acabou em 1994.

    dialog
  2. Tive o privilégio de conhecer Zulú em 1987, no dia da gravação do programa do Bolinha. Apesar de não rir era uma simpatia. Cheguei a falar com ela por telefone algumnas vezes. Acompanhei os programas do Bola desde 1978, quando ainda se chamava TV Bolinha. Naquela época o programna era transmitido aos domingos das duas às sete da noite. Tenho muitas saudades daqueles programas e gostaria de um dia conseguir videos daquela época.

    dialog
    Jorge Luiz Souza comentou em 16 de agosto de 2012 às 23:50 Responder

Comente