Morre um mito da cultura trash nacional. Tudo aconteceu em 1989, quando uma torcedora disparou um foguetinho durante uma partida entre Chile e Brasil, e que cai bem próximo ao goleiro chileno, Roberto Rojas – que finge estar sangrando e é retirado às pressas do campo, causando um dos maiores escândalos da história do futebol, após comprovada a farça do goleiro.

Mas como se tudo isso não bastasse, a tal fogueteira era brasileira, e no melhor estilo “brasileiro de ser”, é claro que ela – que era bem bonitona – virou celebridade da noite pro dia. Rosenery, ou a “fogueteira do Maracanã” como ficou conhecida na mídia, posou nua para a Playboy e encarou alguns bons meses de estrelato. Mas também como já se era de imaginar, quando o assunto se esgotou, também a fama de Rosinery foi pro beco, e ela sumiu do mapa.

Rosenery Mello faleceu aos 45 anos no último dia 05 de junho vítima de um aneurisma cerebral. Ela foi enterrada nesta segunda-feira em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, e sua morte foi inclusive matéria de artigos na imprensa esportiva sulamericana.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente