Arquivo do mês: março 2011

No Mês do Cinema na Trash 80′s, você pode aguardar por muitas promoções já que a telona invade à festa mais divertdida de São Paulo.

Nesta sexta, 1º/4, o tema é sedução e não dá pra não lembrar de um dos clássicos do gênero, “9 e 1/2 Semana de Amor” estrelado por Mickey Rourke e Kim Basinger. Melhor do que falar é assisitir, não? A Trash 80′s dá um ajudinha.

Vamos sortear DVDs do filme e para concorrer é fácil: copie e cole a pergunta abaixo no seu Twitter respondendo na sequência. Os ganhadores levam 1 (um) DVD “9 e 1/2 Semanas de Amor” e duas entradas vips para a festa “Trash e Sedução” que acontece amanhã, sexta (1º/4), na Trash 80′s Centro (Clube Caravaggio)
Promoção encerrada!

RT @trash80s: O que você faria para seduzir alguém na Trash 80′s?


ATUALIZADO:

Os ganhadores são:

@FezinhaFS

@nightmare1428

@vivian_mota

Entrar em contato clicando aqui e enviar nome e endereço completos para envio dos DVDs. Os nomes estarão na portaria com um acompanhante cada na Trash 80′s Centro de hoje, 1º/4, a partir das 23h.

Parabéns!

Sexta – 1/4 – Trash 80’s Centro – Trash e Sedução

9 ½ Semanas de Amor no palco da buaty 

Filmes sensuais nas telas

DJs convidados: Alexandre Mesquita (Disco) e Alexander

Trash Benê: com 2kg de alimentos não perecíveis (exceto sal ou açúcar), paga-se R$ 15 até à 1h

Muita gente nem deve saber – mesmo porque pouquíssimos conseguiram assistir – mas o clássico filme “9 e 1/2 Semanas de Amor” teve uma sequência, realizada onze anos depois! Com o nome original de “Love in Paris” (mas lançado nos Estados Unidos como “Another 9½ Weeks”), este filme de 1997 continuava sendo estrelado por Mickey Rourke – mas a protagonista agora era a modelo e atriz Angie Everhart.

O filme foi uma bomba tão grande que nem sequer foi lançado nos cinemas, indo direto para as locadoras. A história começa dez anos depois de Elizabeth (o personagem de Kim Basinger) abandonar John Gray (Rourke), que entra num mundo de drogas e depressão. John vai a Paris tentar encontrá-la, mas em seu lugar acaba achando Lea, que usava o mesmo xale que ele deu à Elizabeth vários ano satrás. E daí um romance tórrido surge entre os dois, envolto em muito mistério – e sexo, obviamente.

A gente já tinha publicado aqui no blog sobre a nova série que a MTV americana está produzindo inspirada no filme “O Garoto do Futuro” (“Teen Wolf”), grande sucesso de 1985 onde Michael J. Fox interpretava um adolescente que se transforma em lobisomem. Mas se o filme original era mais uma comédia do que filme de terror, a nova série aposta fundo no estilo “Crepúsculo”, carregado de cenas darks – mas românticas e bem açucaradas.

A MTV finalmente liberou um trailer oficial de 3 minutos da série, que estreia no dia 05 de junho deste ano. O carisma de Michael J. Fox agora é substituído pelo ator super-sem-graça Tyler Posey, que deve passar boa parte da série sem camisa pra alegrar as adolescentes. Uma pena!

Quem completa 68 anos hoje é o ator Christopher Walken, que desde os anos 70 vem mantendo uma carreira de bastante sucesso no cinema americano. Parabéns, Mr. Walken!!! Em 1983, ele estrelou um ótimo filme de terror daquela década, chamado “A Hora da Zona Morta”, uma versão para os cinemas de uma famosa história do escritor Stephen King e dirigida por David Cronenberg.

Em “A Hora da Zona Morta”, Walken interpretava o professor Johnny Smith, que sofre um acidente de carro às vésperas de seu casamento e fica seis anos em coma. Ao recuperar sua consciência, ele percebe que adquiriu poderes paranormais, entre eles o poder de prever o futuro – podendo com isso alterar o rumo dos acontecimentos de sua vida. O filme foi super bem recebido pelo público e pela crítica e gerou até mesmo uma série de TV inspirada em sua trama. Vale a pena dar uma procurada em sua locadora!

A carreira cinematográfica de Madonna foi marcada por vários filmes ruins (e atuações meio questionáveis) mas de vez em quando ela conseguia acertar em cheio. Foi o caso do filme “Dick Tracy” de 1990, onde ela, no papel da super sexy cantora de cabaret Breathless Mahoney, conseguiu um de seus melhores papéis no cinema.

E como se não bastasse isso, ela ainda arrasou na cerimônia do Oscar do ano seguinte, chegando acompanhada por ninguém menos que Michael Jackson e fazendo uma performance inesquecível no palco justamente da música que ganharia o prêmio de Melhor Canção. Neste Top Trio vamos lembrar de três grandes momentos de Madonna – quer dizer, Breathless Mahoney – no filme. Na primeira, ela canta “Sooner Or Later” (a canção que ganhou o Oscar). Em seguida, a animada “More!” e pra terminar, “What Can You Loose”.