Há quanto tempo você frequenta a festa?
Costumo chamar de “inferninho”, desde 2003, ou seja, há 7 anos.

Conte um pouco sobre como conheceu a Trash 80’s.
Um amigo comentou que tinha conhecido um lugar muito bom, com muita gente bonita e músicas dos anos 80, que eu iria adorar. No começo não me empolguei muito, mas marquei de conhecer o lugar no fim de semana seguinte.

Quando chegou o dia eu estava quase desistindo, pois tinha outra balada no esquema, mas como não sou de dar furada, fui… Chegando lá já fiquei preocupada, pois eram mais ou menos 23h50 e o lugar estava muito vazio, logo imaginei: “Me ferrei, perdi a noite!” Subi para pegar uma bebida e quando desci, aquela pista quadrada estava fervendo, lembro que estava tocando “Dirty Dancing”. Algo inexplicável aconteceu, até hoje não sei dizer o que foi, só sei que não consigo parar de frequentar. Posso até demorar pra ir, mas sempre estou por lá.

Digamos que esse lugar se transformou na minha segunda casa, pois quando preciso de colo e pra lá que corro, quando preciso me distrair é lá que vou, quando preciso esquecer alguém é lá que estou, quando quero diversão e lá que você me acha, quando estou sozinha, sem ninguém para sair é lá que apareço, pois fiz maravilhosos amigos que com certeza estão lá.

Minha melhor amiga conheci nesse “inferninho” e digamos que nos transformamos na dupla dinâmica da Trash 80′s… kkkkkkkkkkkkkkk
Só sei de uma coisa: esse lugar é uma “doença” contagiosa.

Nesse tempo todo, qual foi a sua festa inesquecível?
Todas!!!!!!! Não tem uma festa que não seja inesquecível, pois sempre que estou lá algo acontece.

Cite as 5 coisas de que mais gosta na Trash.
Na verdade não tenho exatamente 5 coisas pois gosto de tudo, mas destacando algumas eu digo que são as pessoas, o atendimento, as músicas, o lugar e o clima. Particularmente não existe uma balada como a Trash e nunca vai existir!

Todo mundo já pagou um ‘micão’ na Trash 80’s. Qual foi o seu?
Nossa… Todo mundo já pagou um, mas eu paguei váááááários. A Shirley e o Viana que o digam. Foram tantos, mas o que marcou mais foi o dia em que fui de calça branca com um corpete preto e no meio da balada a minha calça resolve descosturar bem no meio (pior de tudo é que não estava apertada). Lembro que a Shirley gritava do caixa: “Arine, sua calça rasgou.” Eu eu respondia: “Não faz mal, eu estou de corpete.”

Estava muiito simpática (bêbada) e não liguei, continuei curtindo, só tinha que me preocupar em puxar a blusa toda hora para tampar o rasgo. Foi hilário, só poderia acontecer na Trash.

Resuma a Trash 80’s em uma palavra!
Essa é fácil. DIVERSÃOOOOOOOOOOOO.

Pra você, quais as músicas mais legais da Trash 80’s?
Todas, mas destacando algumas são:
1° “Lua De Cristal” – Xuxa
2° “(I’ve Had) The Time Of My Life” – Bill Medley
3° “Ursinho Pimpão” – Balão Mágico
4° “Companheiro” – Dominó
5° “Dá Pra Mim” – Polegar

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Um comentário
  1. Pingback: Tweets that mention Trasher da Semana: Arine Moreira -- Topsy.com


Comente