Há quanto tempo você frequenta a festa?
Como moro no centro faz uns 10 anos, conheço a festa desde a primeira noite de vida e foi assim que aconteceu.

Conte um pouco sobre como conheceu a Trash 80’s.
Tinha 17 anos e conhecia todos por ali, o pessoal do estacionamento comentou que haveria uma balada e precisavam abrir. Como era amigo do pessoal, comecei a trabalhar no caixa. Depois fui para a manobra, onde fiquei por 5 anos, e hoje sou cliente e amigo de todos.

Nesse tempo todo, qual foi a sua festa inesquecível?
Foi no dia 2 de junho de 2007, no dia da diversidade sexual. Achei meio estranho, pois foi justamente quando comecei a frequentar a balada, mas nesse dia conheci a Simone, que hoje é minha esposa e temos o nosso tesouro, que se chama Matheus.

Cite as 5 coisas de que mais gosta na Trash.
Alegria – um lugar que desde a porta até a cabine do DJ tem muita alegria. Começando pelos funcionários, passando pelo público, decoração e os DJs bem animados.
Amizade – a maioria ali se conhece, isso é o mais legal pra mim.
União – nesses 8 anos de Trash já perdemos pessoas que faziam parte do grupo e isso foi a maior prova de união, pois estavam todos ali juntos, rezando e lembrando de tudo e de todos.
Dança – temos muitas coreografias na maioria das músicas, coreografias de “rachar o bico”! Isso faz a balada ficar bem divertida também.
Organização – acho que não passa pela cabeça de muita gente o que ocorre na Trash, como são feitos a decoração, escolha da programação, músicas, temas, ou seja, toda a produção da Trash está de parabéns. Cada mês com performances diferentes e muito engraçadas. Sem esquecer da equipe do Caravaggio que também nos trata como se estivéssemos em casa, é impressionante.

Todo mundo já pagou um ‘micão’ na Trash 80’s. Qual foi o seu?
Ah, sim, claro!!!! Foi em abril de 2007 quando estava no palquinho e estava tocando a música “Não se Reprima” dos Menudos e o chão estava escorregadio. Escorreguei e sem dó fui parar no chão, torcendo o joelho e ficando engessado por um mês. kkkk

Resuma a Trash 80’s em uma palavra!

Família!

Pra você, quais as músicas mais legais da Trash 80’s?
São muitas (risos) mas prefiro as infantis: Balão Mágico, “Superfantástico”, e Paquitas, “É tão bom”, pois lembro mesmo de minha infância, quando ficava dentro de casa acompanhando o programa da Xuxa, Mara Maravilha e Serginho Mallandro.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente