A cantora Sinead O’Connor, dona de um visual andrógino que chamou a atenção no final da década de 1980, foi fotografada ao sair de um cinema em Pasadena, nos Estados Unidos, na última semana.

Com sua careca e sua rebeldia, O’Connor era cultuada por seu estilo alternativo, bem diferente da Sinead de hoje. Aos 43 anos, hoje ela exibe seus cabelos nem tão compridos, uns quilinhos a mais e aparência de senhora.

Mesmo assim, mantém sua forte opinião contra a igreja católica e, recentemente, num artigo no Washington Post, Sinead atacou a carta do Papa sobre os atuais escândalos da igreja irlandesa. “A carta é um insulto não apenas a nossa inteligência, mas a nossa crença e ao nosso país”, afirma a cantora.

Pra relembrar seu auge na carreira de cantora, confira uma apresentação feita na premiação do Grammy em 1989.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente