Arquivo do mês: junho 2010

Hoje Thaís é nossa assistente de produção. Confira como ela se tornou uma trasher!

Há quanto tempo você frequenta a festa?
Frequento a Trash desde 2004, quando fui comemorar o aniversário de uma amiga, na Vila Olímpia, e na mesma noite estava rolando o show da Simony.

Conte um pouco sobre como conheceu a Trash 80’s.
Quando conheci a Trash me apaixonei na primeira noite! Adorei as músicas e a festa. Lembro que me apaixonei pelo DJ Catatau, pois achei ele muito simpático! Adorei tuuuudo… a única coisa que não gostei, e por culpa minha, foi de ter ido de salto alto. Nessa noite fiquei com muita dor no pé e nunca mais voltei pra Trash com salto, agora é só tênis, assim posso dançar a vontade e aproveitar a noite toda!

Nesse tempo todo, qual foi a sua festa inesquecível?
Foram várias, mas uma especial foi a comemoração do aniversário da Trash Vila Olímpia, em que a Trupe fez uma apresentação de telejornal no palco. Foi muito bacana! E a outra inesquecível foi o Halloween de 2008, no Hotel Cambridge, dessa festa lembro de tudo, só não me lembro de como cheguei em casa!!! Aliás, foi nessa noite que agarrei o Padre Baloeiro, que só em 2010 fui descobrir que era o Felipe, hoje meu amigo e gerente da VO.

Cite as 5 coisas de que mais gosta na Trash.
Gosto da alegria da festa, das coreografias com as músicas bregas e infantis, das pessoas que conheci na Trash, do ótimo atendimento que sempre recebi e das festas especiais.

Todo mundo já pagou um ‘micão’ na Trash 80’s. Qual foi o seu?
Que bom que as pessoas pagaram apenas um, pq eu já paguei dois.
Uma vez, quando fui atrás do DJ Catatau para tirar uma foto, na Trash Vila Olímpia, nem percebi que estava invadindo o camarote e não vi que uma corrente estava no meio da escada. Tropecei, derrubei cerveja no segurança, caí da escada, perdi meu copo… e no final o Catatau nem me viu!
O segundo, foi numa noite em que o Silvinho Blau Blau estava fazendo show e eu tive que sair correndo para ir ao banheiro, nessa correria escorreguei e caí no meio do lounge, até aí tudo bem pois foram só as meninas da limpeza que viram o meu tombo. O pior veio depois, quando fui abrir a porta do banheiro e descobri que estava trancada e ninguém me escutava. As meninas da limpeza estavam do lado de fora vendo o show e minhas amigas não escutavam o que eu falava no celular pois o som estava muito alto. Fiquei quase meia hora sentada na privada esperando alguém me socorrer!!! Micão né?!!

Resuma a Trash 80’s em uma palavra!
Essa é fácil: Diversão.

Pra você, quais as músicas mais legais da Trash 80’s?
São várias:
Madonna – “Like a Virgin”
A-ha – “Take On Me”
Erasure – “Oh L’amour”
Rosana – “O amor e o Poder”
Xuxa – “Lua de Cristal”
Sidney Magal – “Sandra Rosa Madalena”
Trem da Alegria – “He-man”
Dominó – “Manequim”

E muitas outras!!!

O “BIS” é um daqueles chocolates que estão atravessando gerações, né? lançado oficialmente no Brasil no ano de 1942 (!!) ele é, até hoje, um dos preferidos de muita gente. E nos anos 80, ele era praticamente obrigatório em qualquer excursão escolar que a gente fazia.

Graças ao YouTube podemos rever agora um dos comerciais do chocolate de 1982, numa época em que ele estava disponível apenas em um único sabor e formato. Hoje ele já possui diversas outras versões, mas é essa clássica, feito de chocolate preto e waffer e em formato retangular, que permanece na memória de todos!

Quem foi criança nos anos 80 com certeza colou muita tatuagem de chiclé no braço. Aliás, era difícil encontrar algum chiclete que não trouxesse de brinde uma figurinha que, bastava dar uma leve molhadinha, virava um belo desenho que às vezes demorava dias pra sair.

Um dos que mais fizeram sucesso naquela época foi o chiclete da Copa do Mundo de 1982, e cujo comercial foi estrelado pelo jogador Gérson – conhecido como o “canhotinha de ouro”. Tá lembrado?

Toda Copa do Mundo tem seu mascote, mas sem dúvida nenhuma o que mais fez sucesso até hoje foi o mascote da Copa de 1982 realizada na Espanha. O “Naranjito” virou mania no mundo todo!!!

Ele era uma laranjinha muito simpática que vestia um uniforme de jogador e carregava sempre uma bola no braço esquerdo. Embora não tenha sido muito bem recebida no começo, a imagem do Naranjito acabou se tornando um grande sucesso com a garotada e, depois da Copa, virou até desenho animado – sem contar nas centenas de produtos de merchandising.

O desenho animado teve 26 episódios e trazia Naranjito se envolvendo em divertidas aventuras – cuja tema principal era, obviamente, o futebol – junto com sua turma de amigos.

Dado Villa-Lobos assumiu o posto de guitarrista do Legião Urbana em 1983, substituindo Ico Ouro Preto (sim, o irmão do Dinho).
Já no primeiro disco de estúdio gravado pela Legião, ele participou de várias composições ao lado de Renato Russo e Marcelo Bonfá. Confira uma delas:

Parabéns, Dado!