Cintia

Há quanto tempo você frequenta a festa?
Frequento a “buaty” faz pouco tempo… só 2 anos… Pouco tempo com relação a todos os outros trashers que conheci nesse período.

Conte um pouco sobre como conheceu a Trash 80’s.
Conheci a Trash 80′s de um jeito engraçado. Minha irmã já frequentava havia um tempo… Num final de semana ela me convidou pra ir e na hora eu não fiquei muito animada, não… afinal, uma balada anos 80, no Centro… Quanta bobagem!!! Bom, disse pra ela que só iria se ela me prometesse que se eu não gostasse ela me levaria embora. Ela disse que tudo bem, mas que tinha certeza que isso não iria acontecer, que eu ia adorar!!! E lá fui eu… Saí da buaty mais de 6 da manhã logo na primeira vez!!! Desde então nunca mais deixei de ir. Instituí a buaty como meu lugar de “respirar”… E ainda apresentei a balada pra minha comadre, a Jú, que quando também precisa respirar, corre pra lá… rsrsrsrs

Nesse tempo todo, qual foi a sua festa inesquecível?

Não foi só uma… Meus dois aniversários que comemorei com pessoas que amo desde sempre e outras que passei a amar… e o aniversário de 7 anos da Trash 80′s na The Week.

Cite as 5 coisas de que mais gosta na Trash.
Só 5? Difíiiiiiicil… Bom, em primeiro lugar os amigos que fiz… Pessoas especias e fundamentais na minha vida hoje. Depois, do astral do lugar. Lá é só alegria. Na sequência, o bem que a buaty faz pra nossa auto-estima… rsrsrsrs. Antes de conhecer a buaty havia me esquecido como é bom ouvir alguns elogios… Outra coisa é que nessa balada que escolhi pra “respirar”, meu marido não entra… Já tá combinado!!! A balada é MINHA!!! rsrs E por último, porém, não menos importante é o palquinho!!! Ah, aquele palquinho é tuuuuudo. Danço a vida! Às vezes fico com dor na perna no dia seguinte…

Todo mundo já pagou um ‘micão’ na Trash 80’s. Qual foi o seu?
Ai meu Deus… os meus micos na Trash se resumem a uma única situação. E ainda bem que quando estou na buaty a Jú está sempre comigo pra me ajudar… Não enxergo direito de longe e as pessoas me falam oi e eu até retribuo, mas na maioria das vezes não sei quem é! rsrsrs. Outras vezes preciso achar alguém e lá vem a ajuda da Jú, só ela mesmo. Uma vez passei por um amigo e não o cumprimentei. Ficou chato, mas pedi desculpas depois.

Resuma a Trash 80’s em uma palavra!
Outro dia li em uma crônica que ás vezes é fundamental tomar um copo de água. Então, resumindo a Trash 80′s em uma palavra pra mim: ÁGUA!

Pra você, quais as músicas mais legais da Trash 80’s?
Sou fã incondicional do set do Nico. Pela seriedade e energia quando ele está na pickup, por ser tão especial como amigo e porque ele foi a primeira pessoa que conheci na Trash 80′s.
Mas também gosto muito do set do Peque. Aí sim eu danço… mas como danço naquele palquinho.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente