O Trasher Raphael Gama ao lado da nossa door Paula Funny

O Trasher Raphael Gama ao lado da nossa door Paula Funny

Há quanto tempo você frequenta a festa?
Fez 18 meses semana passada. (sistemático o menino)

Conte um pouco sobre como conheceu a Trash 80’s.
Nunca havia ido a uma balada (refém de mãe mode=on). Então meus amigos de teatro me convenceram a ir nessa festa oitentista, mas achei que seria estranho, afinal, nasci em 87 e nem conheceria as músicas, mas me enganei. Achei um máximo o som, a galera, e passou a ser minha balada mensal.

Nesse tempo todo, qual foi a sua festa inesquecível?
Adorei “As 7 Maravilhas da Trash”, porque foi quando comecei a conhecer a galera de fato. Aí surgiu a Maria de Fátima… a Paulinha sorteou um prêmio e essa bendita GANHOU, só que ela não aparecia, eu então me ofereci a ser Maria de Fátima e pegou o apelido.

Cite as 5 coisas de que mais gosta na Trash.
O respeito, os DJs, o som, as meninas do caixa e claro, o público.

Todo mundo já pagou um ‘micão’ na Trash 80’s. Qual foi o seu?
Da primeira vez que fui, entrei no dark room sem saber o que era, tropecei, peguei na “bilongs” dum indivíduo, gritei e sai correndo… coisa básica de menino do interior hahaha

Resuma a Trash 80’s em uma palavra!
DIVERTIDÍSSIMA.

Pra você, quais as músicas mais legais da Trash 80’s?
Eita, eu ADORO as coreos, tipo Paquitas – “Fada Madrinha”, Tv Colosso, as romanticas tipo Roupa Nova, Chitão e Xora, “Porque Brigamos”, e as salsas e merengues, tipo Sidney Magal, Gretchen e Angélica.

Obrigado a todos pelo carinho, pelo respeito e por fazerem dos meus sábados, dias muito mais felizes. Um beijo a todos da Trash, desse ator que pode brincar de ser feliz sempre com vocês!

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente