Mara Manzan - Divulgação Rede Globo - João Miguel Junior

A atriz Mara Manzan morreu hoje de manhã, às 8h15, aos 57 anos no Rio de Janeiro, em decorrência de um câncer de pulmão.

Mara Manzan nasceu em São Paulo, em 28 de maio de 1952. A atriz vinha lutando desde 2008 contra o câncer de pulmão, quando atuava na novela “Duas Caras”. Por causa da doença, Mara Manzan foi obrigada a se manter afastada das gravações da trama, onde interpretava Amara e posteriormente também se ausentou de “Caminho das Índias”, na qual vivia a personagem indiana Ashima.

A atriz iniciou sua carreira artística aos 17 anos, no Teatro Oficina. No local, tornou-se uma espécie de faz-tudo nos bastidores até conquistar a oportunidade de substituir uma das atrizes nas décadas de 70 e 80. Depois da carreira bem sucedida no teatro estreou no cinema nacional em 1982 com o longa “Bonecas da Noite” e seu último trabalho foi no filme “Sexo com Amor?”, de Wolf Maia.

Mara sempre viveu de fazer alguma coisa relacionada às artes. Já invadiu a Corrida de São Silvestre para mostrar sua arte da pirofagia e aproveitou uma das estadas de Madonna no Brasil para cuspir fogo para a estrela, que estava hospedada num hotel em frente ao seu apartamento.

Um dos trabalhos mais marcantes de Mara foi na novela “O Clone”, em que Dona Odete celebrizou o bordão “Cada mergulho é um flash!”. Também se destacaram a empregada de Teodora (Débora Bloch), Sexta-Feira, em “Salsa e Merengue”; Alzira, a mãe de Lucinha (Carolina Ferraz), em “Pecado Capital”; e a dona-de-casa Janice, “de Senhora do Destino”. Vá em paz Mara!

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
6 comentários
  1. vc deixa saudade e saudade é o amor que fica

    dialog
    beatriz battaglia comentou em 13 de novembro de 2009 às 11:26 Responder

Comente