deluqui

Fernando Deluqui, guitarrista e um dos fundadores do grupo RPM na década de 80, fará participação na festa deste sábado, 22/8, na Trash 80′s Vila Olímpia. Ele encara os picapes, tocando suas músicas preferidas e ainda se apresenta em um pocket show recheado de sucessos. Confira a entrevista que Deluqui concedeu à Trash 80′s.

Como surgiu a ideia do RPM?
Nós quatro queríamos uma banda com sons e imagens matadoras. Quando nos encontramos, foi uma espécie de alinhamento astral. As mesmas ideias, mesmas influências e muita vontade para buscar o sucesso.

De todas as músicas da banda, quais são as 3 que você mais curte?
“Loiras Geladas” porque tudo começou ali, com o riff de guitarra e nosso primeiro sucesso. “Sob A Luz Do Sol”, pela maneira moderna desse arranjo e “Revoluções Por Minuto”, pela forma que teclados e guitarra interagem.

E as maiores lembranças da época, quais são?
Muita doideira, excessos, eventos gigantes e assédio além da imaginação. Pra você ter uma ideia, às vezes éramos transportados dentro de carros fortes da Brinks, por exemplo. Éramos rapazes que curtiam tocar em barzinhos paulistanos e, em menos de um ano, lotávamos por vezes seguidas o Maracanazinho e o Ginásio do Ibirapuera.

O ego aliado ao estrondoso sucesso da banda, fez com vocês se separassem?
Não, não há apenas uma razão nesses casos. É como num casamento onde várias razões vão se somando, até que chegue a um desenlace.

Ainda mantém contato com o Paulo e com o Schiavon?
Tenho um carinho muito grande pelos meus ex-companheiros Paulo, Luiz e PA.

Quais os artistas que você curtia nos anos 80?
Duran Duran, Sandra (por incrível que pareça), Joy Division e New Order, muito synth pop e U2, que fazia um rock messiânico.

E hoje, o que você ouve?
Não ouço música, só trabalho… rs… é sério. Meu repertório, ensaios, gravações e shows exigem muita dedicação.

Atualmente, qual a sua relação com a música?
Toco direto em carreira solo com a minha banda Delux, que está lançando novo single com videoclipe da música “Até o Fim”, que vai entrar em breve na programação de rádios e TVs musicais.

E os seus projetos, musicalmente falando?
Quero gravar DVD ainda este ano.

O que os trashers podem esperar para o show de sábado?
Vou mostrar sucessos dos anos 80, a música “Dê”, que foi single do meu CD Delux de 2007 e RPM. Com muita energia.

“Rock Brasil” na Trash 80′s Vila Olímpia
Spazio – Rua Julio Diniz, 176, Vila Olímpia – São Paulo
DJs: Catatau e Tonyy
Hostess: Tancinha, por Darwin Demarch
Quanto: R$ 30. Com reserva, flyer ou carteirinha de desconto ISIC/STB, R$ 25 até a 1h. Com nome em lista de aniversário, R$ 20 até a 1h. Para camarotes, ligue para 11 3044-0601.
Quando: Sábado, 22/8, a partir das 23h.
Informações: (11) 3262-4881 ou contato@trash80s.com.br.
Para reservas, envie e-mail para vo@trash80s.com.br. As reservas são aceitas apenas por e-mail e recebidas até as 16h da véspera da festa. Reservas sujeitas a disponibilidade.
*Flyers impressos do site e reservas têm validade até a 1h.
**Em dias de entrada VIP promocional, flyers e reservas valem somente até a meia-noite. Após esse horário, eles são válidos apenas para desconto normal até a 1h.

http://www.trash80s.com.br/vo

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Um comentário
  1. Entrevista muito legal!

    dialog

Comente