Ontem, o Air Supply baixou mais uma vez em São Paulo, num show patrocinado (claro) pela Antena 1. A faixa etária foi bem acima dos 30, mas alguns jovens também curtiram o romantismo do grupo que tem hits melosos que não saem das nossas cabeças.

Minhas fiéis escudeiras, Fê Ruça e Chiara, me acompanharam nesse culto à odes de amor que, se não fossem em inglês, poderiam fazer parte do repertórios do cantores bregas brasileiros.

Mas por que tanta gente gosta de ouvir canções melosas sobre amor? Pelo mesmo motivo que milhares de pessoas vão à Trash toda semana: melodias pop, refrões para soltar o pulmão e se divertir sem pensar no amanhã.

Vendo o Via Funchal lotado, percebi que a Trash ainda tem bons anos pela frente. Além do saudosismo que estava no ar, o público queria cantar junto, gritar, namorar, se emocionar. Quem frequenta a Trash sabe que esse clima sempre dá pinta por lá.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente