“Vamos abrir a roda, enlarguecer. Tá ficando apertadinha, por favor, abra a rodinha, por favor.” Nos anos 80 essa música esteve na boca do povo e fez sua intérprete, Sarajane, ficar famosa em todo o Brasil.

Neste domingo, 22, em Salvador, mais de 20 anos depois, Sarajane ressurgiu para animar os foliões. A cantora saiu em cima de um trio no circuito Barra-Ondina com a proposta de cantar sucessos do axé dos anos 80.

Ao lado dos cantores Tonho Matéria (ex-Olodum) e Márcia Short (ex-Banda Mel), a intérprete de “A Roda” animou o público com axés antigos como “Madagascar” e “Canto ao Pescador”, do Olodum, “Que bloco é esse?”, do Ilê Aiyê, e “We are carnaval”, escrita pela publicitário Nizan Guanaes e famosa na voz de Netinho. Os fãs aprovaram e aplaudiram.

Apontada como uma das pioneiras da Axé music, Sarajane gravou “A Roda” em 1986 e fez sucesso também com “Vale”, do mesmo ano; e “Venha me Amar”, entre outras.

Com todo o sucesso da época, Sarajane se transformou também em símbolo sexual. A cantora cehgou a foi capa da revista Playboy de julho de 1990. Confira foto abaixo.

A cantora voltou ao topo das paradas com Ela Sabe Mexer, em 1989, e chegou a gravar 13 discos ao longo de sua carreira.

Atualmente, Sarajane coordena uma Organização Não-Governamental que promove a integração das crianças com atividades artísticas na capital baiana. A Ong Associação Criança na Arte Sarajane (“Acasa”) oferece cursos em diversas áreas e conta com o apoio do governo baiano.

Mesmo com dificuldades financeiras, a cantora se mantém firme e forte em seus princípios e na luta à frente da sua Ong.

Fonte: Ego

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente