Diversidade ampla e irrestrita, para celebrar as cores, as raças, as diferenças, os excluídos socialmente, os que sofrem preconceito por serem “diferentes” de um modelo imposto, que insiste em se perpetuar.

A Trash 80′s nasceu da união de diferentes classes sociais agregadas num pequeno hotel decadente no então marginalizado centro de São Paulo. A música pop dos anos 80 era expurgada e, pra quem vinha daquela década, somente os artistas cult e/ou alternativos tinham vez.

A caminho do sétimo ano, a festa celebra mais uma vez a diversidade, com uma programação que reúne negros, homossexuais, transexuais, heterossexuais, cadeirantes, portadores de deficiências diversas, ícones pop que fazem muito mais do que música e, claro, polêmicas que fizeram as pessoas repensar valores. Tudo de uma forma assumidamente divertida, nada careta, sem perder, no entanto, a consciência do papel que a Trash 80′s exerce nesse universo.

Diversidade, diversão e conscientização dão o tom multicolorido da programação de novembro.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente