Há quanto tempo você freqüenta a festa?

Bom, comecei a freqüentar a “buati” em setembro de 2007, quando meu superamigo Jojo disse que tinha um lugar que era minha cara, onde eu iria me divertir muito. Foi contagiante: amor à primeira vista e daí por diante era quinta, sexta e sábado na Trash, festa e mais festa.

Nesse tempo todo, qual foi a sua festa inesquecível?.

Festa inesquecível fica difícil escolher só uma. Acho que todas… mas as inesquecíveis foram as do carnaval com certeza: fantasias, banho de espuma e tudo mais que eu mereço… E a de aniversário da festa neste ano, no “Open Bar Club”, onde também comemorei meu aniversário.

Cite as 5 coisas de que mais gosta na Trash.

Agora, as coisas de que mais gosto além da festa em si, que é demais, são os amigos que lá conheci, o som que é bom demais… Não dá para dizer só 5 coisas… fica difícil… gosto de tudo.

Todo mundo já pagou um ‘micão’ na Trash 80’s. Qual foi o seu?

Se tem uma coisa que não gosto é pagar mico, mas acontece, né? E direto pago uns miquinhos: caio, escorrego, mas acho que meu maior mico foi um PT que dei. Travei as quatro rodas, os seguranças me carregando… que vergonha, mas quem não deu PT na Trash?

Pra você, quais as músicas mais legais da Trash 80’s?

Deixando os micos de lado, vamos pra melhor parte: as músicas. Gosto muito de dançar e sou uma pessoa muito eclética. Gosto de tudo, mas tem algumas músicas que marcam. Gosto de “Roupa nova”, “Xuxa” (nem precisa falar), “Balão Mágico”, “Madonna” e tudo mais que tocar.

Resuma a Trash 80’s em uma palavra!

Resumir a melhor “buati” a que já fui com uma palavra? Difícil… mas É DIVERSÃO.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente