Por Paulo Simas para Trash 80′s

O seriado Hawaii 5.0 deixou de ser produzido em abril de 1980, mas sua história não se encerrou ali. No ar desde setembro de 68, a atração da rede americana CBS deixou um legado que influenciou todas as séries policiais posteriores. Magnum, Miami Vice e até Baywatch devem muito ao pioneirismo de Havaí 5.0, que apresentou perseguições, tiros e policiais charmosos contracenando com belas paisagens dos Estados Unidos.

No caso, tratava-se das praias do estado americano do Havaí – o 50º daquele país. Daí a escolha de “Hawaii Five-0″ para nomear o grupo de elite da polícia estadual que investigava o crime organizado, assassinatos, espionagem internacional e crimes hediondos de qualquer espécie. Essa força é fictícia, criada para o seriado. Mas ganhou tanta notoriedade que “Five-0″ passou a ser uma gíria para designar policiais em geral.

O grupo era comandado pelo oficial da Marinha Steve McGarrett, interpretado por Jack Lord. Ele se orgulhava de só dever explicações ao governador e de poder contar com uma equipe de apoio que incluía legistas e policiais havaianos. Todos eram interpretados por atores nativos, com exceção de McGarett e do policial Danny Willians, personagem de James MacArthur. Era ele que encerrava a maioria dos episódios, em que algemava os criminosos e recebia a ordem do chefe: “Book ‘em, Danno!”, algo como “Fiche-os, Danno!”. Entre os que caíram nas garras da Five-0 estavam vilões como Honore Vashon, chefe da máfia local, e o arquiinimigo Wo Fat, um agente da inteligência chinesa.

Conforme orgulhosamente os créditos finais ostentavam, o seriado foi quase inteiramente rodado no Havaí. Diz-se que, dos 286 episódios, apenas 2 não tiveram nenhuma cena gravada nas ilhas daquele estado. O visual havaiano, aliás, era quase um personagem. As ondas gigantes, por exemplo, surgiam logo na abertura.

E que abertura! Certamente uma das mais clássicas da TV. A música, composta por Morton Stevens e mais tarde regravada pela banda The Ventures, é referência na cultura pop, sendo possível reconhecê-la nas primeiras notas. É ela que dá ritmo à sucessão de imagens alucinantes, que mostram carros em alta velocidade, sirenes, perseguições e até mulheres dançando ula-ula. Destaque para a viradinha de Jack Lord no alto do Ilikai Hotel (clique aqui para assistir).

Uma abertura incrível, policiais carismáticos e vilões inescrupulosos mantiveram durante anos o recorde de Hawaii 5.0 como a série policial que mais tempo permaneceu no ar. Ela só perdeu o título recentemente para Lei & Ordem. Na realidade, as reprises são exibidas até hoje num canal alternativo do Havaí. Como se não bastasse, 2007 promete consolar os saudosistas: além do lançamento da primeira temporada em DVD, está em fase de finalização um filme baseado no programa. É bom os bandidos irem procurando outra praia!

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente