Arquivo do mês: agosto 2006

Vai pro AcampaTrash? Tem dúvidas? Dê uma olhadinha no FAQ abaixo e caso tenha mais alguma, entre em contato com a gente pelo e-mail acampatrash@trash80s.com.br

1) Como surgiu a idéia de montar uma espécie de rave Trash?
Sempre procuramos novos temas. Os freqüentadores da festa pediam por uma “rave Trash” há bastante tempo, e nós sonhávamos em fazer uma festa no campo, a beira da piscina. Resolvemos por a idéia em ação, mas com um toque daqueles acampamentos dos quais participávamos na década de 80. Então vai haver festa, mas também um acampamento, e atividades recreativas como mini-campeonatos de futebol, vôlei e afins.

2) Onde fica Ribeirão Pires?
É uma cidade perto da Serra do Mar, um lugar muito bonito, rodeado de sítios bacanas e uma paisagem linda. Veja o mapa do local no site www.rainbowfalls.com.br.

3) Tenho que levar barraca?
Existe uma área coberta onde as pessoas podem estender colchonetes e cobertores. Levem agasalho pois à noite em Ribeirão Pires costuma esfriar. Quem optar por barraca terá um gramado plano e bem carpido próprio para montagem. É proibido uso de botijões de gás para aquecimento ou mini-fogões. Levem laternas pois serão úteis.

4) Como será a decoração do sítio?
A decoração será tropical, com infláveis e muitas cores cítricas. Teremos um Baile do Havaí na noite de 6/9, seguido por um luau, e eles vão pautar a decoração da pista de dança. O local onde o evento vai acontecer já tem uma decoração infantil, vamos complementar o que já existe.

5) Quantas pessoas vocês esperam para essa festa?
Aguardamos de 500 a 600 pessoas em total, nos dois dias.

6) Ainda tem ingressos à venda?
Sim, vamos vender o “pacotão”, que dá direito a festa completa, desde a noite do dia 6 até a noite do dia 7, somente até terça-feira, 5/9. Há poucos “pacotões” restantes. Para o dia 7, venderemos inclusive no dia da festa.

7) Quais DJs vão tocar? Tem nomes conhecidos?
Todos os DJs da Trash 80’s irão tocar no evento. Eles são ícones para os fãs e freqüentadores da festa.

8) Posso levar bebidas e comidas?
Quem comprou o pacotão, e vai à festa no dia 6 e 7, pode levar comidas e bebidas sim, à vontade. Mas quem optou pelo pacotinho, não está autorizado a levar nada. A lanchonete do sítio estará aberta para servir quem optou pelo pacotinho. O brunch pode ser incluso no pacotinho (veja abaixo).

9) Quero curtir só o dia, posso?
Pode sim. Para isso existe o pacotinho, que pode ser montado de acordo com o que você quiser. Você pode comprar só a entrada, que dá direito às atividades recreativas, ou a entrada e o brunch, que será servido a partir das 10 da manhã. A entrada custa R$ 20, e o brunch, R$ 15.

10) Terá pista de dança?
Sim, terá pista de dança com os DJs da Trash 80’s que você já conhece, e os maiores sucessos da década de 80.

11) O que é o Luau?
Das 2h às 5h teremos uma celebração à Lua, com um clima intimista comandado por Uras, da dupla Massita & Uras. Pode levar o violão que a gente vai cantar a noite toda. Quase… Mesas com frutas e dançarinas completam o cenário havaiano.

12) Vou dormir limpinho? Preciso sempre de um banho antes de dormir.
Há vestiários com chuveiros para todo mundo que quiser tomar banho. Pode ficar tranqüilo que você vai dormir limpinho, e chegar em casa depois de toda a festa apresentável também.

13) Tem algum lugar que posso deixar pertences?
Sim, há armários com chave pra você guardar sua mochila e seus pertences. Você deve solicitar a chave para a organização do evento.

14) Quero curtir os toboáguas mas tenho um pouco de receio. É seguro?
Sim, é muito seguro. Você pode brincar sossegado pois teremos monitores o tempo todo

15) E se eu passar mal? Tem hospital por perto?
Durante todo o evento teremos uma ambulância com médicos a disposição do público.

16) Disseram que vão ter quadras e outras atividades esportivas?
Sim. Serão duas quadras para prática de vôlei e futebol, sendo uma coberta com arquibancada. Campeonatos podem ser elaborados e basta mandar e-mail pra gente com as idéias. Terão tambem jogos de salão como pebolim, sinuca, dama e xadrez.

17) Na quarta-feira, quero curtir a Trash Centro no Caravaggio à noite e ir de manhã para o AcampaTrash. Terá transporte?
Sim. Você poderá optar entre o transporte das 7h ou das 9h, que sairá da frente do Clube Caravaggio (Rua Álvaro de Carvalho, 40). O transporte avulso custará R$ 15 mas necessita de reserva antecipada.

Para mais informações, acesse www.trash80s.com.br/acampatrash

Sucesso, minha gente!

O CD Trash 80′s Volume 1 – Edição Nacional ganhou as ruas e já é supercomentado por aí. Nos últimos dias saiu uma matéria bem legal na Isto É, uma notinha no Agora SP e uma resenha feita pelo Mauro Ferreira dO Dia. A gente divide com vocês:

CD da Trash na Isto É

Viu o CD em alguma revista ou jornal por aí? Avisa pra gente!

Katia 

Depois de uma aparição no programa ‘Rei Majestade’, exibido pelo SBT, a cantora Kátia fará dois shows na Trash 80′s. O primeiro acontece na sexta, no Clube Caravaggio, e o segundo no sábado na filial Vila Olímpia, no Spazio.

Kátia foi apadrinhada por Roberto Carlos e gravou vários sucessos como ‘Lembranças’. ‘Não Está sendo Fácil’ e ‘Jogo Marcado’. Para o show da Trash 80′s, ela promete releituras de outras clássicos românticos da década de 80.

Mais informações: www.trash80s.com.br

MisterTrash

Leo Lee!

Surpreendendo uma boa parcela de trashers que acompanhou a edição do concurso nesse ano, Leo consolida a vertente nipônica na Trash. Sai Nauê e entra outro representante do Oriente.

O concurso teve momentos hilários, proporcionado, claro, pela caricatice dos conconrrentes. O que foi a depilação do MP? O traje de gala do Gu? E a roupa de banho do Nilson (com os insistente gritos para tirar tudo)? Peterson, mostrou-se a ‘Ótima’ mesmo, com trajes divertidíssimos.

Vale lembrar que o concurso é sempre decidido na noite. Já vimos muitas surpresas, favoritos que perderam porque alguém se superou na hora do desfile. O espírito da festa é esse. Surpreender, divertir.

Meu votos para um boa gestão, Leo!

Antes que eu esqueça, gostaria de agradecer a todo mundo que trabalhou pesado na realização do Mister Trash 2006 em especial para Ligia, Chiara, Camilinha, Thomas, Fábio, Paula, Anderson, Peque, Nico, Tati, Fê Ruça, aos jurados Edu Corelli, Lady Anny e Paulo Carvas e nossos apoiadores, Gold’s Gym, Prudence e, novamente, Paulo Carvas.

Tob entrevistou Luciano, Luciano entrevistou Tob…
confira o que rola quando o ex-Trem e o ex-Balão batem papo:

TOB DO BALÃO PERGUNTA PARA LU DO TREM

Tob: Quais as melhores e piores lembranças que você guarda da época do Trem?
Lu: Eu sempre tive as lembranças boas dos shows e dos hotéis que ficávamos nas cidades. Era muito bom… a única lembrança triste foi de uma briga com o Bill.

Tob: O que você fez depois do fim da banda? Quais seus planos para o futuro?
Lu: Eu trabalhei em outros projetos, como vendas, confecção, mas nunca deixei a música por completo. Deixei sim de estudar e coisa e tal, mas voltei logo que foi possível. E o projeto pro futuro a Deus pertence. Estamos fazendo nosso trabalho em casas noturnas e escolhendo repertório para um CD.

Tob: Você mantém contato com o pessoal do Trem da Alegria e que trabalhava com vocês na época?
Lu: Sim, falo muito com a Vanessa, pelo MSN. Com a Amanda eu falei pelo celular um tempo atrás. O Bill mudou e eu tenho o e-mail dele, mas ainda não tive tempo de escrever. A Patrícia está em Londres, e eu não tive mais contato com ela e nem com o Rubinho. Eu e o Rick Bueno nos encontramos algumas vezes nos shows da Pop Up, banda da qual eu faço parte, e até fizemos algumas músicas do Trem juntos.


Tob: Existe algum tipo de cobrança das pessoas que te encontram e sabem que você é o Luciano do Trem? Como é a reação das pessoas?

Lu: Na maioria dos casos é muito boa a reação das pessoas. Cobrança sempre existe, mesmo porque no Brasil, se você não faz sucesso, é muito difícil o seu trabalho ser reconhecido, mas quando você já esteve no auge e não tem uma nova oportunidade de mostrar o que faz atualmente, a cobrança é dobrada.

Tob: Se você pudesse mudar algo de seu passado no Trem, o que mudaria?
Lu: Eu teria ficado mais tempo por lá (risos).

LU DO TREM PERGUNTA PARA TOB DO BALÃO

Lu: Como foi sair de um grupo infantil que fez tanto sucesso na década de 80?
Tob: Na época não foi um choque para mim não, mas depois, em longo prazo, eu senti o baque. A gravadora tinha razão em me tirar do grupo porque a minha voz já estava mudando e eu era maior que as outras crianças. Para amenizar minha saída, ainda lançaram um compacto simples comigo solo. No fim das contas a gravadora chegou a conclusão que eu poderia ter gravado mais um disco com o Balão, mas aí eu já havia saído.

Lu: O que você fez depois de sua saída do Balão Mágico?
Tob: Continuei meus estudos, e me formei na faculdade de Rádio e TV. Aí fui estagiar em TV, na Rede Bandeirantes, no programa Esporte Total. Fui produtor do programa Supermarket e depois trabalhei em uma produtora de TV independente. Nos últimos anos descobri o teatro, e atualmente trabalho com o Antunes Filho no CPT, estou em cartaz com a peça O Canto de Gregório.


Lu: O que você acha da indústria fonográfica atualmente?

Tob: Estou afastado da indústria fonográfica, não tenho muito conhecimento de como as coisas estão atualmente…

Lu: Você casou? Tem filhos?
Tob: Não casei, nem tive filhos ainda.

Lu: Qual estilo musical você adaptaria para um novo trabalho?
Tob: Como não componho, gostaria de interpretar músicas e fazer versões para clássicos do pop rock romântico. Gosto também de coisas bem românticas mesmo, como Roberto Carlos, violinos…