Por Paulo Simas para Trash 80’s

Tem artista que se recusa a falar sobre determinados assuntos. Supla não está entre eles. “Pode perguntar sobre o que quiser”, avisa de antemão. E não é hipocrisia, não. Ele, de fato, parece não se incomodar com nada. Tanto que a frase que mais usa é “acho legal”. E isso vale tanto para assuntos amigáveis, como o novo CD, quanto para os menos confortáveis.

Como quando responde sobre o rótulo “punk de butique”, pelo qual ainda é chamado por alguns críticos. Aos 40 anos, ele não se importa mais com isso. “No começo eu fiquei meio assim, mas hoje eu acho legal”, explica usando a frase-síntese. “Afinal, eu sei me vestir e as minas gostam”.

A moda é, sem dúvida, uma das marcas do cantor, sempre extravagante – e bastante corajoso. No casamento de Luciana Gimenez, por exemplo, apareceu num terno vermelho. “Mas ultimamente eu tenho usado jeans, camiseta e tênis”, pondera. Como assim? No clipe de “Arrasa Bi”, do novo disco, ele aparece com cueca de oncinha e camiseta rasgada (assista aqui). “Eu digo ultimamente porque nos últimos três dias só tenho usado jeans, camiseta e tênis. Mas amanhã é outra coisa”. Ah, bom.

Seria exagero chamá-lo de camaleão, título exclusivo de David Bowie (um dos ídolos, aliás, de Supla. Quer dizer, ídolo não. “Ídolo é uma palavra louca. É muito paga pau”, protesta. Ele “curte” David Bowie, como curte Beatles, Rolling Stones, Sex Pistols e até Burt Bacharach). Mas que ele gosta de transformação, isso ele gosta. Que o diga os caminhos tomados por sua carreira musical. Supla já tocou Bossa Nova e vive flertando com a música eletrônica. Mas em Vicious, seu mais recente trabalho, preferiu adotar a formação mais básica que uma banda de rock pode ter. “Queria fazer um disco em que a música fosse simples, só com baixo, guitarra e bateria”, explica.

Este é o décimo álbum de sua discografia, iniciada em 1985, quando a banda Tokyo lançou seu primeiro disco, Humanos. Entre as faixas estava “Garota de Berlim”, um dos maiores sucessos do cantor. A música voltou a tocar nas rádios depois da popularidade que Supla conquistou no programa Casa dos Artistas, em 2001. Ele aprovou a experiência: “Foi bom. As pessoas puderam ver como eu sou, que eu converso, tenho cultura, educação”. O público também parece ter gostado, já que o escolheu como segundo colocado na competição. Mas o melhor veio depois, com a venda de 600 mil cópias do CD independente O Charada Brasileiro.

Se a atração de Silvio Santos apresentou Supla ao grande público, uma parcela dele já o ovacionava como ídolo trash. Em 2000, depois de 7 anos vivendo em Nova Iorque, ele viu o clipe de “Green Hair (Japa Girl)” estourar no programa Piores Clipes do Mundo, da MTV. Apesar de ter sido gongado por Marcos Mion, o cantor não se importou muito. “Foda-se, é muito louco. Só por que eu não gastei muito dinheiro?”, defende-se. Segundo ele, o título do programa é apenas uma brincadeira. “E o clipe mostra o que acontece de verdadeiro, os punks de Nova Iorque. Gosto do que é verdadeiro”.

O fato é que Supla sabe rir de si mesmo. “Chat-o-log”, uma das novas músicas de Vicious, critica os viciados em internet. Mas ele confessa que gosta de passar um tempo conectado. Tem até um fotolog! “Eu faço Chat-o-log, o que é muito ridículo. É interessante, mas é uma perda de tempo”. Ele recomenda que se deve “aproveitar a tecnologia, mas também fazer um esporte, ler um livro”.

Vicious é assim, trata de assuntos atuais. É que, para Supla, o artista tem que ser um radar, captar o que está à sua volta e transformar em arte. É dessa forma que justifica a composição de “Arrasa Bi”, que usa gírias gays. “A gente tocou muito na noite e os caras falam de um jeito engraçado”, conta. “É uma homenagem, mas com humor”.

“Arrasa Bi”, “Chat-o-log” e as músicas do novo disco vão estar no show que Supla faz dia 20/1 na nova Trash 80´s Vila Olímpia. E ele promete não deixar de fora os sucessos que todo mundo sabe de cor. “Eu gosto de tocá-los, gosto das minhas músicas”, justifica.

Dava pra esperar outra coisa de alguém tão bacana?

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Um comentário
  1. olá,sou estudante de moda, e vou fazer meu tcc inspirado no supla, será q vc pode colaborar com mais imagens, e mais informações a respeito dele, aguardo anciosa uma resposta.obrigada

    dialog

Comente