Por Alessandro Fiocco para Trash 80’s

Irreverente, sarcástico e dono de um delicioso bom humor: assim é Sandro Becker, esse alagoano que atualmente mora em Recife. Desde o primeiro instante, o cantor se mostra receptível e amigável e conversar com ele é tarefa mais do que fácil. O difícil é não querer saber mais e mais diante desse contador de histórias, que é a voz de sucessos como “Julieta” e “Tico Mia”. Confira a entrevista que foi realizada no transito paulistano, em uma manhã chuvosa da paulicéia.

Como você começou a sua carreira?
Comecei como calouro de rádio em 1972. Em 1975, o Chacrinha foi fazer uma apresentação no Recife em que recrutava calouros e o vencedor ganharia uma apresentação no programa dele, que na época era na TV Bandeirantes, que hoje é Band. O nome do concurso era “Calouro Exportação” e ele fazia isso nas principais capitais do país. Quando cheguei, as inscrições haviam sido encerradas, porém pedi para cantar e o próprio Chacrinha pediu para eu dar uma palhinha. Quando cantei ele disse: “Você vai abrir o show”. Ganhei e fui me apresentar no Rio de Janeiro e levei na bagagem 4 calças, 6 camisas e 1 par de sapatos… e não voltei mais. Aí, fui fazer um programa de rádio e um dos cantores me levou para cantar em alguns barzinhos nos Arcos da Lapa. Três meses depois, comecei a fazer locução em uma rádio e fiquei lá até 79.

Sempre teve esse lado cômico em suas músicas ou isso surgiu com o tempo?
O 1° disco que lancei foi pela Som Livre,em 1979, intitulado “De Beethoven a Soriano”, só com uma faixa de forró malícia, nome dado ao forro com essa levada de humor. O forte desse trabalho era o estilo rock rural, o mesmo do Raul Seixas e do Sílvio Brito. Aí, me falaram que eu parecia rir quando cantava e decidi que o segundo trabalho seria mais engraçado. Em 1980 lancei o LP com a música “Periquito” e vendi 85 mil cópias.

“Julieta”, além de ter sido disco de ouro, é um marco na sua carreira. Como surgiu a música?
Poucas pessoas sabem, mas essa letra é de domínio público. É comum ver crianças no Nordeste cantarem essa música, assim como cantam “Atirei o pau no gato”. O que aconteceu é que 3 autores fizeram um adaptação e cortaram algumas partes, já que ela é muito comprida. Gravei “Julieta” em 1986 e vendi 1 milhão de discos com ela.

Recentemente você esteve no programa Rei Majestade. Como foi a experiência ao participar do programa?
O Sílvio (Santos) é o único comunicador que dá chances aos artistas do passado. Ele sabe que damos audiência, que o público tem interesse em nos ver. Para você ter uma idéia, esse programa começou em março desse ano e vai até março de 2007. No dia da minha gravação, ele iria gravar com mais de 20 artistas e foi muito bom rever Perla, Joelma, Silvio Brito, todos no mesmo camarim, fazendo aquela farra.

Quais são os seus novos projetos?
Vou lançar um DVD ao vivo – “Sandro Becker – 25 Anos de Forró e Vaquejada” e o cd “Sandro Becker – Forró do Brasil”.

Já tinha ouvido falar da Trash 80´s antes?
Qual a sua expectativa para o show na casa? Já sim, sou muito antenado. Tenho filhos novos e aprendo a falar a língua deles e eles já me falaram sobre a casa. Quanto ao show, eu espero que tenha pessoas bem humoradas e que saibam rir com as minhas besteiradas.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
4 comentários
  1. eu sou amigo e fa do sandro

    dialog
  2. sandro vc e o cara do duplo sentido por isto quero que escute uma musica minha de titulo { a quitanda} pois acho que vai gostar ex do refrão tem menino e vovô chupando a taiada dela tem outras no mesmo estilo veja no clube dos copositores sp ok quem sabe se não vai ser bom com foi com julieta e outras nada mais muito sucesso

    dialog
    miguel bonfim comentou em 28 de agosto de 2009 às 17:05 Responder
  3. Conhecí Sandro Becker na virada cultural em SP dia 17/04. Moro em Santos e fui especialmente para vê-lo. Sou sua fã desde qdo eu tinha 14 anos. Me recebeu no camarim, tiramos fotos, conversamos, depois ví o show e voltei pro camarim. Se eu já era fã, agora então … Bjo.

    dialog
    Alexandra Paula de Sousa comentou em 25 de abril de 2011 às 12:50 Responder
  4. Gostaria de um endereço de contato com Sandro Becker, seja um E-mailo, telefone etc., fiz uma letra de uma música que está no perfil desse nosso cantor brasileiro. Gostria que ele apreciasse. Quem me ajuda a fazer esse contato. Obrigado antecipadamente. Francisco Bispo de Salvador-Ba.

    dialog
    Francisco Bispo comentou em 18 de setembro de 2013 às 20:26 Responder

Comente