Contar minha história com a Trash é retornar quase três anos, quando eu estava a caminho d’A Lôca e meu celular tocou. Era um amigo dizendo que estava indo para um lugar onde tocava Xuxa, Mara, Angélica e etc. A principio relutei. “Meu, um lugar assim não faz muito meu tipo”.

Quando cheguei, me senti totalmente deslocado. “Festa estranha com gente esquisita”. Mas foi só tocar a primeira música para meu passado voltar à tona, minha infância parecia estar ali na minha frente de novo.

Saí da festa já era 6h da manhã do sábado. E adivinha onde eu estava de volta à noite?

Depois desse dia não saí mais da Trash. Fiz amigos, comecei e terminei namoros, vivi grandes momentos sendo host, fazendo performances, nessa que para mim é a melhor festa que existe em Sampa.

Poder ver Eneas, Tonny , Nico e Wander tocar são momentos inequecíveis. Ser recebido pela Paulinha, pelo Anderson e pelo Alisson não tem preço.
Obrigado aos idealizadores dessa festa por fazer da Trash nosso grande “cortiço”.

Três músicas que eu amo na Trash são:
“Lua de Cristal” – Xuxa
“Freedom” – George Michael
“Volta pra mim” – Roupa Nova

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente