Conheci a Trash em setembro ou outubro do ano passado. Sempre tive curiosidade de conhecer a festa, pois a grande maioria dos meus amigos já tinham ido e diziam que era incrível, só que eu nunca tive oportunidade, até conhecer a Chiara. Logo nos primeiros dias de amizade fui vê-la na Trash, e um dia resolvi entrar pra conhecer o lugar.

Na primeira vez que entrei na Trash, vi um povo animado dançando “Thundercats”, e fiquei meio no canto porque não estava acostumada com esse tipo de música. Logo comecei a conhecer o pessoal, que me receberam muito bem, e quando percebi já estava no palquinho dançando horrores músicas de artistas incríveis que eu não ouvia em outras baladas, como George Michael, Lipps Inc. e Baccara.

O que eu mais gosto na Trash 80′s é que, além do pessoal ser muito receptivo, ninguém te julga pela aparência ou por qualquer outra coisa; eles aceitam de braços abertos qualquer um que entre lá. Fora isso, a Trash sempre oferece surpresas, como as performances no palquinho, desfiles, presentinhos na entrada. O clima lá dentro é dos melhores; impossível ficar parado por mais de dois minutos. Hoje em dia eu até sei algumas coreografias, que são divertidíssimas, e já paguei uns micos: outro dia até desfilei!!! Quem diria…

Hoje posso dizer que a Trash 80′s faz parte da minha vida. Sempre que vou lá encontro pessoas queridas, animadas e que sempre estão prontas pra dançar horrores e se divertir.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente