Como no caso da maioria das pessoas que vão à Trash 80’s…

… Em um dia qualquer do ano de 2003, meu amigo Mauro me disse: “Você precisa conhecer a Trash 80’s, lá é a sua cara, você irá gostar!” Confesso que não dei muito crédito, mesmo porque não simpatizei com a idéia e com os comentários que ouvia do lugar (lembro que os comentários eram de pessoas que não conheciam a Trash). Eu, brega, naquele lugar? O que ele queria dizer, com esse negócio de “é a sua cara”?

Isso até o dia em que ele resolveu comemorar o aniversário dele na Trash e exigiu a presença de todos. Fui cheio de receios. Balada no centro da cidade, imaginei o pior. Mas quando entrei naquele lugar lotado, foi muito emocionante. Vários sentimentos me invadiram naquele momento, não sei nem como descrevê-los. Foi uma mistura de medo com alegria, sei lá… me acabei de dançar com aquelas músicas que não ouvia havia muito tempo.

A minha primeira vez foi na noite especial do Menudo, em 2003. Eu não acreditava no que via e no que ouvia. Havia uma alegria incrível naquele lugar! E eu? Estupefato, nem sabia o que sentia, pois ao mesmo tempo em que gostava, estava ainda assustado. A única certeza que eu tinha, era que precisava voltar…

Voltei e fui voltando outras vezes, e cada vez que vou é uma emoção diferente. Gosto cada vez mais de estar nesse lugar. Eu jamais havia ido a uma festa para me divertir tanto. Nada se compara a esse lugar mágico que é a Trash 80’s. Esse lugar contagia, e claro, vicia… É, confesso, sou viciado em Trash.

Meu dia preferido foi o especial Show da Xuxa, no ano passado.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente