Fiquei sabendo da Trash 80′s em 2002, na época em que os blogs ainda faziam a cabeça dos internautas. Sempre que acessava os diários do povo que freqüentava a festa, via fotos bem interessantes e divertidas. Ficava com o pé atrás em relação ao som, não sabia se rolava música eletrônica, mas assim que conheci o Manuel pessoalmente, fiquei sabendo que tocava coisas como Locomia, Gipsy Kings, trilhas de filmes dos anos 80, e no final o tal do DJ Eneas ainda soltava uns electros.

A primeira vez que eu fui, com alguns amigos que não conheciam também, foi em novembro de 2002, ainda no Cambridge, na festa Trash-o-rama. Quando cheguei fiquei meio assustado: o povo completamente surtado dançava música infantil e outras breguices. Depois começou uma sessão de mela-cueca e eu não entendi nada. Achamos o lugar super esquisito e saímos de lá um pouco decepcionados.

No começo de 2003, comecei a cursar design gráfico e acabei caindo na mesma classe que a Carol Lorack, que, depois, descobri ser dona das fotos daqueles blogs que visitava e que era e é namorada do DJ Tonyy. Ela sempre me falava sobre as loucuras que aconteciam na festa e me chamava pra me jogar por lá, mas eu tinha um certo receio por causa da minha primeira experiência.

Em 12 de abril do mesmo ano aconteceu a edição Trash 80’s no Mercado Mundo Mix, e eu fui me encontrar, junto com alguns amigos, com a Carol. Quando acabou, fomos parar na Trash, noite que considero a minha noite de estréia. Me arremessei! (Na foto, o primeiro registro de pagação de mico). Então descobri que a festa podia ser muito divertida se você se soltasse, entrasse no clima, conhecesse as pessoas que freqüentam, e abolisse qualquer tipo de preconceito musical, esperando sempre o melhor do pior. Depois dessa, comecei a ir esporadicamente, sempre com intuito de me encontrar com os amigos e levar novas pessoas pra conhecerem também.

Como eu estudava e estagiava como designer na época, o DJ Tonyy acabou me contratando para fazer um site pessoal para ele – que por sinal até hoje não saiu do teste, né Tonyy? Fiz alguns trabalhos gráficos, ilustrações, mas depois acabamos perdendo o nosso contato, pela falta de tempo dele.

Foi então em abril de 2004 que fiquei sabendo através do fotolog do Tonyy que estavam precisando de um estagiário na Fiber Interactive, a empresa que cuida de toda a organização e comunicação da festa. Entrei em contato com o Eneas e comecei a estagiar logo em maio, perto do meu aniversário. Estou aqui até hoje e não tenho como agradecer essas pessoas por tudo o que elas me ensinaram todo esse tempo, não só como profissionais, mas também como amigos e família.

Ou melhor, existe uma forma sim! Agradeço eternamente de coração.

Top Trash
Luis Caldas – Tieta
Banda Reflexus – Madagascar Olodum
Caetano Veloso – Meia Lua Inteira
Duran Duran – Rio
Rick Astley – Never Gonna Give You Up
Depeche Mode – Just Can’t Get Enough
Whitesnake – Is This Love
Van Halen – Jump
Mötley Crue – Girls Girls Girls

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente