“A gente faz uma festa lá no Hotel Cambridge só com músicas dos anos 80. Na semana passada a gente até tocou Gilliard e a galera adorou. Apareça por lá!” Foi ao entrevistar o DJ Tonyy, que até então eu não conhecia, que me convenci. E não é que eu apareci por lá mesmo? Era uma noite não tão fria de julho de 2003.

Lembro bem do sábado e do momento que falei pra uns amigos: “Vamos pra Trash hoje?” Chegamos lá bem cedo porque eu tinha escutado falar que o lugar era pequeno e lotava. Quando entrei, fiquei um pouco assustado. Comecei a me sentir à vontade aos poucos. A música, as pessoas, os DJs. Tudo fez com que eu me sentisse em casa. Durante a noite, tive a certeza de ter descoberto a festa que eu sempre imaginei e sempre quis.

A partir daquele dia começaram as caravanas de Jundiaí para a Trash. A cada semana mais gente se interessava em conhecer a festa. Todo sábado a caipirada estava lá, marcando presença.

O mais legal de tudo era acompanhar o crescimento da Trash. Na época, todas as novidades eram colocadas num blog (ainda nem tinha site!). Fotos, temas das próximas festas, os novos LPs que os DJs encontravam nos sebos… a febre aumentava cada vez mais.

Dançar do jeito que você quer sem ninguém ficar olhando, cantar, fazer performances. Tudo isso é a Trash. E mais (e o melhor): as pessoas e os amigos que fiz. Hoje faço parte da galera do Mezzanino, mas o que me deixa mais feliz é poder abraçar cada pessoa de lá, indiferente do grupo em que ela esteja.

Tenho uma história com cada pessoa lá de dentro. E lembro de todas (na medida do possível): gente que já fez parte da festa e hoje não freqüenta mais, gente que já dançou muito ao som do Magal, gente que eu conheci num sábado maluco, gente de Jundiaí que amou e nunca mais voltou e gente que descobriu a Trash muito tempo depois e não deixa mais de ir.

Tudo isso faz parte da minha vida e eu agradeço demais a essa festa que, até hoje, me faz sorrir. Amo vocês! Todos, sem exceção. E tenho certeza que vocês sabem disso.

Ah, os cupons de pedágio? Bom, o Eneas e o Tonyy já estão recebendo um malote com todos eles para reembolso.

Músicas preferidas:

Magal (todas)
Kylie Minogue – “Locomotion”
Desirelles – “Voyage, Voyage”
Kate Bush – “Wuthering Height”
Kaoma – “Chorando Se Foi”

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente