A primeira vez que eu fui à Trash foi em novembro de 2002. A festa ainda acontecia no Cambridge. Fui com alguns amigos e todos ficaram meio assustados com o povo surtando com as músicas. Ficamos sem entender nada e fomos embora meio decepcionados, já que tínhamos escutado falar super bem da festa. Como nessa época eu não morava em São Paulo, não voltei mais.

No começo desse ano, quando retornei a terrinha, resolvemos fazer a despedida de uma amiga na festa. Foi nessa feliz decisão que o meu vício começou! Aquele dia foi incrível, acho que nunca me diverti tanto! Resolvi que voltaria pelo menos uma vez por mês, aquela festa toda me fez muito bem. Mas não consegui voltar só uma vez por mês, voltei todos os finais de semana!

O meu vicio era tão obvio que meus amigos começaram a brincar comigo dizendo que eu tinha carteira de sócia e tudo mais. Não estava nem aí, eu estava feliz, e a cada fim de semana levava novos amigos para conhecer a melhor festa de São Paulo. Meus amigos, não tão viciados como eu, não queriam ir todos os finais de semana. E foi quando comecei a ir sozinha em algumas noites.

Foi nessas minhas noites sozinhas de trasher que conheci pessoas maravilhosas! Hoje tenho amigos incríveis que conheci na Trash! É muito fácil responder o porque é a melhor festa de São Paulo! Porque lá eu danço do jeito que quero; porque vou de tênis, calça jeans e camiseta; porque as pessoas são alegres, divertidas, amigas e te respeitam; porque lá eu me descabelo e ninguém tem nada a ver com isso!

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente