Por Roberta Ribeiro para Trash 80´s

A telona do cinema já ajudou muitos pais e mães a terem uma tarde de sossego junto a seus pimpolhos. Afinal, entre as quatro paredes do cinema, não há como aprontar nada. Nos anos 80, estes eram alguns filmes que fizeram nossos pais nos levarem para a sala escura:

- “Os Saltimbancos Trapalhões” (1981) – o quarteto Didi, Dedé, Mussum e Zacarias fez diversos filmes de sucesso na década de 80. Sempre com roteiros leves, inocentes, os comediantes tinham um público formado principalmente por crianças, que se divertiam com suas maluquices. No caso dos Saltimbancos, a adaptação de uma obra de Chico Buarque e Enrique Martinez ajudou a alavancar a película, que foi vista por mais de cinco milhões de espectadores. Chico assinou a produção musical.

- “História Sem Fim” (1984) – Bastian é um garotinho que não tem amigos. Ao abrir um livro encantado, acaba virando herói de uma história. O filme é bonito até mesmo para quem já passou da idade de acreditar em mundos de monstros e bruxas: manter a fantasia viva ajuda qualquer pessoa a viver melhor. Fez tanto sucesso que ganhou continuação e remake.

- “Fievel, um Conto Americano” (1986) – uma família de ratos foge da Rússia e dos temidos gatos que habitam o país, em busca de uma vida melhor nos Estados Unidos. Um deles, Fievel, é atirado ao mar durante a viagem de navio, mas consegue chegar a Nova Iorque, onde terá de procurar seus parentes. Emocionante e muito fofo, o filme teve produção de ninguém menos que Steven Spielberg.

- “Uma Cilada para Roger Rabbit” (1988) – foi um estrondo quando, ainda no fim da década de 80, conseguiu-se fazer uma obra que misturava gente de verdade com desenhos animados. Roger Rabbit é um coelho que vê sua vida virar do avesso quando é acusado de assassinato no mundo real. Casado com a estonteante Jéssica Rabbit, Roger tem de provar sua inocência ou poderá ser jogado num tanque cheio de solvente de tinta (tanto ele quanto Jéssica são animações).

- “Super Xuxa Contra o Baixo Astral” (1988) – a rainha dos baixinhos é uma super-heroína que tem que salvar o mundo — e principalmente as crianças — do Baixo Astral, um vilão que mora nos esgotos do mundo e que seqüestra Xuxo, o cãozinho de estimação da loira, só para deixá-la triste. Aliás, o ideal do malvado é fazer o mundo viver deprimido. Guilherme Karan dá um show à parte e quase faz o público torcer pelo mal!

- “Lua de Cristal” (1990) – Xuxa novamente ataca de atriz, desta vez para interpretar Maria da Graça, uma menina que vem para a cidade grande atrás do sonho de virar cantora. Os vilões aqui são a família da moça: uma tia bruxa, uma prima malvada e invejosa e um primo com más intenções fazem de Maria uma verdadeira gata borralheira. Em contrapartida, Duda, uma vizinha do mesmo prédio, e Bob, um entregador desajeitado mas amigo (interpretado por Sergio Mallandro), ajudam a personagem a atingir seus objetivos. E quem nunca cantou “Lua de Cristal” na Trash e se emocionou com o clipe no telão?

- “Esqueceram de Mim” (1990) – Macaulay Culkin, um simpático garoto loirinho, é esquecido pela numerosa família em casa, quando esta embarca para Paris. As peripécias de um menino de dez anos de idade para sobreviver sem os pais e ainda tendo que defender sua casa de ladrões atrapalhados arranca boas gargalhadas até hoje.

Para os agora possíveis pais ou tios, boas dicas de filmes para divertir não só as crianças.

Gostou? Veja também:
Comente no Facebook
Comente